quarta-feira, 29 de março de 2017

UMA SUGESTÃO: E as escolas criarem páginas próprias no FACEBOOK para corrigirem/darem formação, sobretudo no que à língua portuguesa diz respeito, aos seus alunos? É que passam mais tempo nesta rede social. Pode ajudar, acreditem. AAS

SIM PORQUE NÃO

OPINIÃO: Mar na mão de bandidos

Ainda não entenderam o que este sr (JOMAV) quer? Calúnias, intrigas só para poder ter o controle de tudo na nossa terra. Fazendo isso, passa a ser o único a enriquecer com os recursos do país. A vida das pessoas pioraram, sem contar com falta das infraestruturas e de tudo o resto...!

MON MA MAR: JOMAV falou tanto, tanto, mas tanto, das pescas...que acabou engolido pela pescada! JOMAV, JOMAV...AAS

...JÁ ERA PESCADA: "O peixe morre pela boca" - ditado popular português

MON NA MAR: Obrigado à Greenpeace, por nos MOSTRAR (União Europeia incluída...) quem são os VERDADEIROS LADRÕES deste Povo. É que o JOMAV falou tanto, tanto, mas tanto, das pescas...que acabou engolido pela pescada! JOMAV, que tal contratar a Greenpeace para vigiar as nossas águas? Kadera di dari! AAS

Os melhores Gin's em Bissau estão no Supermercado Nunes & Irmão.

NOVO SLOGAN PARA AS MANIFESTAÇÕES: "JOMAV, LADRÃO, TIRA AS 'BARBATANAS' DO NOSSO MAR!!!" AAS

MIGUEL DE BARROS: "Sector das Pescas é o mais desorganizado e o mais corrupto"

O sociólogo e investigador guineense, Miguel de Barros, considera o sector das pescas de ser o mais desorganizado e associado à corrupção. Miguel defendeu o facto durante o seminário nacional destinado aos armadores das pescas artesanais, para celebração de dez anos da existência da organização.

Guiné-Bissau não dispõe de corpo de armadores profissionais que conhecem os sistemas de radar. Porque não tem geólogos, biólogos, engenheiros de pesca.

O investigador disse desde 1974 à data presente, a Guiné-Bissau não é capaz de ter um porto de qualidade e nem uma frota nacional de fiscalização para acabar com agressões nas águas territoriais do país.

Miguel de Barros acusa os intervenientes no sistema de “falta de seriedade” e estarem incutidos na “corrupção”. Alertando sobre as necessidades de profissionalização da classe dos armadores e organização séria do sector, com vista acabar com choques de interesses entre as instituições.

Administrador do Catio concede licenças de pesca. Quantos navios pesqueiros aprisionados foram postos em liberdade sem justiça, Estrangeiros acampados no país a pescarem ilegalmente e cortar mangais (tarraxes) perante guineense. não há seriedade”, Notou.

O sociólogo deixou claro que, acordo de pesca firmado entre Bissau e alguns países bem com, as organizações pesqueiras não trouxe benefícios aos guineense, porque conforme acrescenta, todas as preocupações do sector da pesca deveriam constar nos acordos para alavanca o sector, e não guerra entre políticos e militares como tem sido acontecer.

NOTA: QUASE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DAS PESCAS TÊM EMPRESAS...DE PESCA!!! AAS

ELEIÇÕES E ALICIAMENTOS NO STJ


Saiba tudo AQUI

PESCA ILEGAL: Greenpeace detecta mais de 90 navios a pescar ilegalmente nos mares da Guiné-Bissau

AFINAL, ONDE ESTÁ O MINISTÉRIO DAS PESCAS? E A FISCAP? E A COMISSÃO INTER-MINISTERIAL? QUEM ANDA A ROUBAR O NOSSO PEIXE? Vão mas é à merda, LADRÕES DO POVO. DEMITAM O 'MINISTRO' DAS PESCAS E LEVEM TODOS À JUSTIÇA. ENQUANTO DECORRIA A PRESIDÊNCIA ABERTA ESTAVAM A ROUBAR-NOS!!! QUASE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DAS PESCAS TÊM EMPRESAS...DE PESCA!!!

A INSUSPEITA organização ecológica internacional denominada “Greenpeace” denunciou a existência de mais de 90 navios em prática de pesca ilegal nas águas territoriais da Guiné-Bissau.

O denúncia consta num relatório sobre trabalhos de fiscalização levados a cabo pelo navio da organização durante quatro dias nas águas territoriais da Guiné-Bissau, e que foi apresentado ao Presidente da República, José Mário Vaz durante a visita que efectuou ao referido barco que se encontra atracado no Cais de Bissau.

Pavel Klinckhamers, chefe do projecto da organização Greenpeace, informou ao chefe de Estado que durante a operação de fiscalização conseguiram capturar oito navios que se encontram a pescar ilegalmente nas águas territoriais da Guiné-Bissau e que já se encontram ao largo do Cais de Bissau.

Aquele responsável do navio ecológico aconselhou as autoridades competentes do sector das pescas a inspeccionarem todos os navios de pesca estrangeira com licenças para a pesca no país. Klinckhamers recomendou as autoridades guineenses a criação de frotas regionais para o abastecimento do pescado em todas as regiões do país.

Em resposta às denúncias da Greenpeace, o Presidente da República disse estar triste e chocado com a notícia da existência de mais de 90 barcos a pescar ilegalmente nas águas do país.

Isso vem confirmar tudo o que tenho vindo a dizer. Nos primeiros tempos chamei a atenção de que havia desvios de procedimentos. Confirmou-se quando o novo ministro das Finanças tomou posse, porque 72 horas depois conseguiu-se dizer claramente como é que os recursos do país estavam a ser geridos”, disse.

O Presidente da República sublinhou que igualmente chamou a atenção sobre a situação da Zona Económica Exclusiva do país. “Confirma-se. Hoje acabamos de receber todas as informações acerca do nosso mar. São 90 barcos a pescar de uma forma ilegal. Isso é extremamente grave para o nosso país. São as 90 escolas, hospitais, estradas perdidas”, lamentou José Mário Vaz.

O chefe de Estado disse que existem pessoas por detrás de tudo isso e a ganhar muito dinheiro à custa do povo guineense, acrescentando que “chegou a hora de abrirmos os olhos para fiscalizar os recursos do país”.

Vamos tomar medidas. Eu vou falar com o Primeiro-ministro para tomarmos as medidas para sanear a situação, doa a quem doer”, prometeu José Mário Vaz.

AFINAL, ONDE ESTÁ O MINISTÉRIO DAS PESCAS? E A FISCAP? E A COMISSÃO INTER-MINISTERIAL? QUEM ANDA A ROUBAR O NOSSO PEIXE? Vão mas é à merda, LADRÕES DO POVO. DEMITAM O 'MINISTRO' DAS PESCAS E LEVEM TODOS À JUSTIÇA. QUANTO É QUE O JOMAV NÃO GANHOU COM ESTA DOIDICE??? OU SEJA ENQUANTO DECORRIA A PRESIDÊNCIA ABERTA ESTAVAM A ROUBAR-NOS!!! QUASE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DAS PESCAS TÊM EMPRESAS...DE PESCA!!! AAS

ENERGIA: Vários bairros na capital e na periferia de Bissau voltaram a ficar às escuras. A EAGB foi feita para fornecer energia - não para financiar obras privadas...AAS

LEMBRANÇA (just in case)

GOSSI PROPI KU COCÓ BÓIA

"Não fosse o presidente da República a travar-nos, aqueles que (hoje) vociferam na praça pública já estariam definitivamente silenciados." Luis Oliveira Sanca (G-15/14/13...), num discurso no Sul do país durante a 'presidência aberta' e expulso ontem do PAIGC.

NOTA: Para esta ameaça velada, só há uma resposta - pois sabemos que o ministério Público e o Supremo Tribunal de Justiça estão nos bolsos do presidente JOMAV.

Guineenses, que cada um se prepare para os ataques. Eliminemos o intermediário (leia-se autoridades policiais) e é cada um por si. Este país entrou definitivamente na ditadura e a ditadura não se combate com palavras. Não, não e não!.
AAS

E ainda ontem a UNIOGBIS lembrava ao PR sobre os direitos humanos...(estou à espera para ler a reacção da Liga Guineense dos Direitos Humanos)

terça-feira, 28 de março de 2017

CAÇA AOS ESTUDANTES AFRICANOS NA ÍNDIA


Eu, MARIA (nome fictício), estudante de Engenharia civil terceiro ano na Índia, venho por este meio te relatar sobre ataques covardemente na Índia pelos os indianos como pode ver em baixo.

Tudo isso começou na sexta-feira onde o rapaz de 16 anos atrasou para chegar em casa, os pais dele foram para casa dos estudantes africanos acusado de comer filho deles, policiais foram e prenderam os estudantes. Até mas tarde o rapaz apareceu em casa muito cansado e os pais levaram ele para hospital ficou internado e os pais mandaram retirar os estudantes.

Infelizmente o rapaz não resistiu, morreu de overdose. Os pais prenderam os estudantes porque foram eles que deram droga para o filho segundo eles, de lá os Estudantes fizeram marcha e conseguiram tirar eles no prisão.

Os ataques foram motivados pela morte de um adolescente local devido a uma overdose de drogas. Seus pais culpam estudantes nigerianos por lhe darem as drogas.

Cinco estudantes nigerianos foram atacados na segunda-feira por multidões, enquanto outro foi espancado por uma multidão dentro de um shopping center. A polícia disse que cinco pessoas foram presas pelos ataques.

Swaraj disse ter falado com o ministro-chefe do Uttar Pradesh, Yogi Adityanath, e ele a tinha assegurado de uma "investigação justa e imparcial sobre este infeliz incidente".

O ataque ao estudante dentro de um shopping popular em grande Noida foi gravado em câmeras de telefones móveis por outros compradores e amplamente divulgado em médias sociais.

A vítima disse aos jornalistas indianos que tinha sido espancado com varas, tijolos e facas. Ele disse que ninguém tinha ajudado ou mesmo chamou a polícia. As reações foram principalmente aquelas de vergonha e ultraje.

Maria