quarta-feira, 8 de junho de 2016

Cerimónias Fúnebres/Carmem Pereira: Vergonha



Membros do Governo legítimo prestaram a homenagem possível à combatente da liberdade de pátria. A Guarda Nacional proibiu a paragem do féretro junto do palácio do Governo, mas o Povo ali presente obrigou à paragem por uns minutos. Ana Maria Cabral, mulher de Amilcar Cabral, foi corrida despoticamente, agarrada pelo braço. Que vergonha!!! Nem na morte, Carmem Pereira teve a Paz que merecia. AAS