quinta-feira, 9 de junho de 2016

Golpe jurídico


"Sou democrata e sou perita, treinada para distinguir claramente entre o que é democracia e o que nao é. Interpretar as regras democraticas é uma profissao minha. Trabalhei há mais de 20 anos neste respeito.

Houve eleições realmente democráticas na Guiné-Bissau. Bem precisava o povo um governo democrático para criar um futuro democrático e estava num bom caminho depois muitos anos de sofrimento. Por motivos obscuros as regras democráticas nao foram respeitadas a partir de Agosto 2015.

O que acima se chama o Governo nao é um Governo legítimo mas um governo ilegal e assim um Governo instalado por um Presidente da República que nao é democrático e estou cada vez mais triste interpretando o que passou nos últimos meses. Vejam Artigo 4º (2) Constituição da República da Guiné-Bissau:

“Os partidos politicos concorrem ..para expressão da vontado popular. Daí entendemos que são os partidos que concorrem e se obter os votos do povo ganham. PAIGC ganhou com maioria absoluta os votos. Isto nao mudou.

Leitora identificada"