quinta-feira, 14 de julho de 2016

JOMAV regressou esta madrugada ao país...e o STJ reuniu-se de seguida. Podem fazer de tudo, mas o acórdão de hoje não pode ser diferente do Nr. 1/2015. Caso contrário todos saberão que a despesa foi paga! A luta continua, a democracia não pode parar! Guineenses, estejam atentos. AAS