sexta-feira, 15 de julho de 2016

NOTÍCIA DC: Três juízes conselheiros ponderam pedir demissão


Paulo Sanha (presidente do Supremo Tribunal de Justiça), Osires e Rui Nené, os três juízes do STJ que votaram pela inconstitucionalidade da nomeação de Baciro Dja pelo PR para primeiro-ministro, ponderam demitir-se assim que o Acórdão for tornado público.

"É uma medida acertada, pois a sua frustração é legítima. Não há dúvidas nenhumas de que houve muito dinheiro envolvido nesta trama contra o Povo da Guiné-Bissau", avançou ao DC um magistrado que prefere manter o anonimato.

O mesmo magistrado recorda que o mesmo STJ havia declarado em 2015, no seu Acórdão número 1, como "inconstitucional na matéria e na forma", a nomeação de Baciro Dja, não sabendo o que os fez "mudar de ideias, pois cabia ao PAIGC, vencedor das eleições avançar com um nome para primeiro-ministro, o que não foi o caso", adiantou.

"Será que podemos confiar num futuro próximo neste Supremo Tribunal de Justiça?" - pergunta. E responde: "O STJ defraudou o Povo, pois podia continuar na pedagogia, precavendo assim futuras complicações a nível do Estado e elevando a Justiça a patamares nunca antes visto." O STJ prepara-se para, ainda hoje, tornar público o seu acórdão e agradar ao PR José Mário Vaz. AAS

NAS BOCAS DO MUNDO PELAS PIORES RAZÕES

Polícia usou gás lacrimogéneo em confrontos com os manifestantes. Várias pessoas ficaram feridas. Manifestação começou por não ser autoriza...