sexta-feira, 22 de julho de 2016

OPINIÃO AAS: O regresso da canalha


O incêndio, esta manhã, na residência do Administrador dos Serviços Aeroportuários, Victor Felix Diouf, foi obra deste governo ilegal e inconstitucional em vigor na Guiné-Bissau, fruto da irresponsabilidade do presidente da República, José Mário Vaz.

DC conseguiu chegar à fala com o 'Tó' Diouf, que se encontra em Itália em missão de serviço. "Assim que soube dessa tragédia, telefonei o primeiro-ministro, Baciro Dja. Assim que soube quem era o interlocutor, desligou o telefone despoticamente na minha cara", contou.

A comunidade internacional que está na Guiné-Bissau tem de meter cobro a essas atrocidades, ou será ela mesma co-responsável por esta anarquia e canalhice. Se tomarmos de ponta os estrangeiros que vivem no nosso país nem terão como escapar...

Marginalizem esse bando de marginais que se apoderou ilegalmente do nosso país, porra! Se pactuarem com eles, vamos atingir-voos onde dói mais...é um aviso que devem levar a sério. Por vossa culpa é que este país chegou a este ponto de não retorno - pagarão um preço bastante alto por esta aventura.

À polícia Judiciária, que investigue este acto canalha cometido por criminosos a mando do poder golpista em Bissau e responsabilize quem tiver de ser responsabilizado. Isto foi uma represália pela aterragem do avião que trouxe milhões de dólares e levou...DROGA!!! Filhos da puta! AAS