quinta-feira, 7 de julho de 2016

PAIGC - Comunicado


"Secretariado Nacional do PAIGC
Comunicado

O PAIGC constata com estupefacção que este governo de iniciativa presidencial tem levado a cabo uma campanha de desinformação à volta da questão do resgate dos bancos comerciais com o propósito de desviar as atenções dos cidadãos sobre a sua incapacidade de governar. Esta campanha caracteriza-se por informações infundadas e difamatórias, especulações e calúnias.

O Secretariado Nacional do PAIGC vem por este meio informar todos os seus militantes, simpatizantes e população em geral que o PAIGC reúne todos os elementos para um esclarecimento minucioso deste assunto que, na altura devida, demonstrará a todos que o resgate dos bancos foi um acto de governação realizado de boa-fé, com franqueza e profissionalismo, e que seu único objectivo foi ajudar o sector privado Guineense, na sequência de diversos apelos vindos de vários quadrantes da sociedade, incluindo daqueles que hoje querem fazer o aproveitamento político desta questão.

O Secretariado Nacional do PAIGC programou uma conferência de imprensa para esclarecimento cabal desta questão ainda esta semana. Contudo, ao tomar conhecimento de que existe um processo judicial em torno da questão, decidiu suspender essa conferência para não pôr em causa as diligências judiciais em curso ou correr o risco de violação do compromisso de confidencialidade inerente ao aludido contrato.

No entanto, o PAIGC assegura a todos que os esclarecimentos necessários serão dados na devida altura com a apresentação de todos os elementos que demonstrarão, mais uma vez, que este governo de iniciativa presidencial não está do lado da verdade.

O PAIGC apela entretanto à Assembleia Nacional Popular que accione os mecanismos legais e institucionais ao seu dispor para exigir a apresentação pública dos elementos que permitam o cabal esclarecimento desta questão e que uma auditoria internacional seja lançada junto dos bancos comerciais cujas dívidas foram avalizadas.

O PAIGC aproveita a oportunidade para igualmente denunciar a campanha de sequestro de contas privadas e invasão de privacidade a nível da internet que conta com o beneplácito e proteção das autoridades, ao ponto de contratarem especialistas para o efeito.

Estando na posse de informações que dão conta da chegada ao país do principal ator material desses crimes, damos-lhe as boas vindas enquanto cidadão deste país e asseguramos que essas manobras serão desmascaradas e trazidas ao conhecimento da nação guineense, responsabilizando os infratores pelos crimes cometidos.

O PAIGC exorta a todos os militantes, simpatizantes e à população em geral a se manterem serenos e a não se deixarem levar por campanhas difamatórias orquestradas por um governo ilegal e completamente desnorteado.

Bissau, 7 de Julho de 2016
O Secretariado Nacional"