segunda-feira, 4 de julho de 2016

Um manguito ao embargo da madeira


Quarenta e tal milhões de dólares, foi o preço da venda da Madeira confiscada no Porto de Bissau pelo governo legítimo da Guiné-Bissau, liderado pelo engenheiro Carlos Correia.

Mesmo com o embargo à exportação da nossa madeira, o governo anárquico decidiu-se pela sua saída do congestionado porto Bissau. Os chineses compraram a maior parte. AAS

Artigo de Opinião: Para onde corre o JOMAV?

Escrever ou opinar sobre o JOMAV, não é um exercício fácil e tenho sérias dúvidas que um estudo sobre a sua personalidade nos consiga elucid...