domingo, 18 de setembro de 2016

24 de Setembro azedo


A Soenergy, empresa que ganhou o concurso Internacional para fornecimento de energia eléctrica à cidade de Bissau, mandou retirar hoje, por via marítima, todo o material que estava no porto de Bissau. O motivo tem a ver com uma lei que diz que passados três meses o Estado tem o direito a confiscar os materiais.

E o prazo é já no dia...24 de setembro. Para já, a empresa declarou 'guerra' à EAGB e ao ministério da Energia. Aguardem pos próximos capítulos — e pelo contrato ruinoso para o Estado da Guiné-Bissau, assinado pelo ex e actual ministro Florentino Mendes Pereira.

Um dos motivos do ministério da Energia, era mesmo este: esperar pelo dia 24...e confiscar tudo!!! Esta aventura vai custar caro à Guiné—Bissau, e não temos dia para ficarmos sem fornecimento de energia...depois não digam que não avisei
AAS