sexta-feira, 16 de setembro de 2016

OPINIÃO AAS: A CEDEAO beneficia (de novo) o contrafactor


A CEDEAO, com o seu projecto de acordo ambíguo, provou-nos isto mesmo: são um de nós - quanto pior, melhor. Impor a um Estado Soberano regras anti-democráticas, inconstitucionais, feridas na matéria e na forma (Acórdão 1/2015, do Supremo Tribunal de Justiça) não fortalece a democracia. Enfraquece-a até à raiz. O resultado só pode ser a implosão.

A CEDEAO preferiu o pragmatismo que sempre deu errado e acabou em banho de sangue, esqueceu tudo o resto e mandou a pedagogia às urtigas. Terão ido na canção do bandido do STJ? O primeiro e único ponto desse acordo que tomei por vergonhoso, devia simplesmente ser:

Entregar ao partido vencedor das eleições de 2014 - com MAIORIA ABSOLUTA - a responsabilidade na indicação do primeiro-ministro e na formação do governo.

Quanto ao governo ‘inclusivo’, o PAIGC fez isso mesmo depois das eleições! Convidou todos para participar - e foi traído, sobretudo pelo PRS. Não há cá pão para malucos!

A propósito, a CEDEAO que nos faça um desenho a cores explicando isto: quem pode mandar, hoje, na Guiné-Bissau sem o aval do PAIGC? Vai governar com que orçamento? E aprovado por qual parlamento? Da CEDEAO?, da Islândia?; pelos esquimós da Antártica ou pelos aborígenes da Austrália? Tenham lá paciência. Mais valia terem ficado pela intenção.

JOMAV fez de vocês gato-sapato e ainda assim embarcaram no paleio. Primeiro a CEDEAO mandatou quatro chefes de Estado. JOMAV recusou (não queria cá o presidente Jorge Carlos Fonseca, de Cabo Verde, que é… constitucionalista…ele lá saberá.

Et voila!, aparecem de repente dois grandes democratas!!! - os presidentes da Guiné-Conacri e da Serra Leoa. O Presidente da Guiné-Bissau, para que saibam, é um quase desequilibrado. Traiu o Povo da Guiné-Bissau, faltou-nos ao respeito. Trocar o Domingos Simões Pereira pelo Baciro Dja, nem nos nossos piores pesadelos…e olhem que de pesadelos estamos nós cheios.

Quero estar vivo para assistir ao fim destas negociações. Não prometo nada, mas posso garantir tudo. Maravilhas! Ouvir as declarações do PRS fizeram-me rir; as declarações do JOMAV, onde lava as mãos como pilatos faz-me duvidar seriamente na humanidade. O que fizemos nós, Povo, para merecer tamanha desfaçatez? Tudo…AAS