quinta-feira, 22 de setembro de 2016

PARA A ONU: JORNALISTA ESPANCADO


Ismael Bari, jornalista da Rádio Galáxia de Pindjiquiti, foi espancado por quatro agentes da polícia no posto de controlo de Safim, tendo ficado gravemente ferido. Um policia interceptou a viatura pedindo identificação aos passageiros. O jornalista apresentou o seu cartão de serviço, e sem que nada o fizesse prever os dois envolveram-se numa acesa discussão.


A camisa do jornalista agredido foi exibido na cara do secretário de Estado da Ordem Pública: Sangue.

Que acabou no espancamento do jornalista, que apesar de estar fora de perigo, continua combalido, mercê das agressões. Tendo tomado conhecimento do caso, a Ordem dos Jornalistas da Guiné-Bissau reuniu-e com os 'ministros' do Interior e da Comunicação Social. O Bastonário da Ordem dos Jornalistas, disse tratar-se de mais um caso de agressão física e ameaças contra jornalistas no país. AAS

COMANDANTE PEDRO PIRES: "O problema da Guiné-Bissau está na interpretação da Constituição e do desejo de alguém querer estar acima da mesma. E isso é inaceitável."

O antigo Presidente da República de Cabo Verde, Pedro Pires, considerou hoje, na cidade da Praia, que a Guiné-Bissau vive uma crise instituc...