sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Afirmações falsas e irresponsáveis do Director Geral do Tesouro

Caro Aly Silva,

Ontem a noite assistiu-se na Televisão da Guiné-Bissau, uma grosseira irresponsabilidade e falta do sentido de Estado por parte do atual Diretor Geral do Tesouro Público, numa entrevista concedida à televisão da Guiné Bissau.

Com o objetivo de tentar manipular opinião pública sobre a inércia do Ministro das Finanças e do Secretário de Estado de Tesouro no cumprimento das suas obrigações em relação aos ordenados dos funcionários das representações diplomáticas do País, o Senhor Anibal teria afirmado que o seu Ministério transferiu dois meses de salários em atraso às Embaixadas.

Como se trata de uma informação desprovida de profissionalismo e verdade; na qualidade do funcionário em causa veio esclarecer a opinião pública nacional e internacional, o seguinte:

-De Dezembro de 2015 a Outubro de 2016, são 08 meses que os funcionários das Embaixadas não recebem os seus salários;

-E em nenhum momento houve a transferência dos salários aos quais se referia o Senhor Anibal. Ao contrario dessa afirmação manipuladora, o Governo mandou autorizar quase ao cair do pano da sua funcionalidade, uma presumível transferência, só depois de terem deixado a conta bancaria do Tesouro Público no BCEAO sem a capacidade de liquidez, com o objetivo de tentar vender gato por coelho aos pobres funcionários das embaixadas que suplicam diariamente pelos salários que tem direito como todos os funcionários públicos.

Familiares e amigos, quero aqui deixar claro, até neste momento não se transferiu nenhum tostão aos funcionários das representações diplomáticas.

Que fique claro Senhor Diretor Geral, à nós não nos engana.


Leitor identificado