sábado, 5 de novembro de 2016

JOMAV por um fio

As negociações mediadas pela chefe de Estado Libéria, Ellen Sirleaf, a que se associará o seu homólogo da Guiné Conacri, Alpha Conde, podem finalmente fazer ver ao PR JOMAV que num País com regime semi—presidencialista as regras são para cumprir.

Depois do premeditado fracasso pós—Conacri, as coisas parecem agora estar no bom caminho. DC sabe que o PAIGC, partido vencedor das eleições legislativas de 2014, sugeriu que a escolha do primeiro-ministro e dos membros do Governo fossem feitas na presença dos dois chefes de Estado.

Aliás, o PR deslocar—se—á a Marrakech (Marrocos) na próxima semana para participar na cimeira do clima COP 22, e que o seu deus o livre se estas negociações falharem. Nem o seu 'amigo' Mohammed VI o livrará da descompostura que se pode adivinhar.

JOMAV sabe que tem os dias contados e que o relógio está a contar. Uma birra desta vez, será o cabo das tormentas. Oremos. AAS