sexta-feira, 29 de julho de 2016

Viva dus mon na KADERA




A descarada, e desavergonhadamente, como só ela sabe ser:

Deu cabo dos peixes no nosso vasto mar;
Deu cabo das nossas florestas;
Anda a roubar a nossa areia pesada, e sabe-se lá que mais!!!

A CHINA não respeita nenhum país fraco, e se puder dá cabo dele. Ontem, na televisão de Moçambique, os escultores lamentavam: "Os chineses acabaram com a nossa Madeira. Para encontrarmos o pau preto temos de andar dias à procura."

Esta é a verdadeira política da China: delapidar a troco de nada! AAS

China kuma: Mon na n'tinhi, mon na KADERA, mon na korta madera, mon na areia pesada, mon na fosfato, UDJU na petróleo, mon na furta pis, pé na pot pot, mon na cofre di estado...tudo, menos mon na lama...



Embaixador da China amarela: "Ami ku Kamalada plesidenti nô na kaba kau"

DSP em Espanha, brankus na sukuta...




Obrigado, Domingos Simões Pereira


Enquanto na Guiné-Bissau a Presidência da República está em doidices e tentando a todo o custo implantar a ditadura, o Presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira, está a ser convidado por toda parte para dar palestras.



Desta vez, foi a Universidade de Tenerife a convidá-lo para dar uma palestra sobre a agricultura e a alimentação no continente africano. Quem sabe, pode! AAS

Manchester GAY sobre o Justino Delgado - do you remember?


Com que então o Aly "insultou" o Justino Delgado...ora bem, eu não insultei mas o MANCHESTER GAY dá uma ajudinha:


Não, não é invenção minha. Foi escrito por um semi-analfabeto EXTREMAMENTE FUNCIONAL, e dirigido a outro da mesma espécie (só espero que, apanhado com a boca na botija, o Manchester GAY não vá agora apagar o post...) PQP!

AQUI

Afinal...quem precisa mesmo de FINDI KADERA??? Ah, puta vida! De puta madre!!! AAS

MEDO: PR JOMAV voltou a encher a rotunda da praça dos Heróis Nacionais de polícias do ministério do Interior armados até aos dentes. E isso é bom sinal...para já, preparam-se mais prisões de críticos do regime ditatorial guineense. Se até mandam prender um deputado sem o respectivo levantamento da imunidade...estamos bem fodidos! AAS

quinta-feira, 28 de julho de 2016

FACTO: Ma JOMAV lebsi djintis i ka brinkadera...Papé di mi ku padim! Se não pararmos o PR a tempo, vamos assistir a uma tragédia neste país. Depois não digam que não avisei. AAS

CIMEIRA DA UA: Chefes de Estado aconselharam o PR JOMAV a "entregar o poder ao partido vencedor das eleições - o PAIGC. Conhecemos e estudamos a constituição da Guiné-Bissau." Fica a dica...AAS

NOTÍCIA DC: O deputado GABRIEL SOW foi seguido desde que saiu de casa para levar a mulher ao emprego, no ministério da Economia (antigos Armazéns do Povo). Assim que a mulher saiu do carro e entrou nas instalações foi-lhe dada ordem de prisão. GABRIEL SOW, de acordo com fontes do DC, já foi levado para a prisão de Bafatá, no leste do País. AAS

O representante da União Europeia na Guiné-Bissau, VÍTOR MADEIRA DOS SANTOS, tem que ser corrido do país o mais rapidamente possível, e a pontapés!!! Vá gozar a sua reforma para o raio que o parta! AAS

PAÍS SEM RUMO: Florentino Mendes Pereira, 'ministro' da Energia nomeou Justino Delgado - um semi analfabeto que só conhece pautas de músicas - como 'Conselheiro principal'. DC desmonta mais um imbróglio: Justino, que nada mais sabe fazer que não abrir a boca para cantar, ESTÁ LÁ APENAS PARA RECEBER e preparar a campanha do PRS. VERGONHA, NO PAÍS DOS AFLITOS!!! AAS

JOMAV, o desavergonhado, e a dívida para pagar em 50 anos


"Aos madeireiros, que vendam a madeira e paguem os impostos." Pode não parecer, mas são palavras do Presidente da República, cuja empresa - JOMAV - pediu para pagar a dívida contraída (impostos e segurança social) em 50 anos...

O presidente da República que, para além de caloteiro, não tem um pingo de vergonha na cara! Vamos tratar do JOMAV não tarda nada, ah se vamos! JOMAV tem de sair, e tem de sair já! - com ou sem golpe (com golpe seria até melhor). NOTA: Existe um embargo à nossa madeira.

Um presidente da República rodeado dos mais vis ladrões da nossa praça - entre pessoal da presidência, conselheiros, irãs e outros; um presidente da República completamente só, aos papéis e sem dor do Povo que o elegeu, às costas do PAIGC, que traiu despotica e desavergonhadamente.

Um presidente que protege os traficantes de droga - que é coisa que o seu governo sabe fazer melhor; um presidente que não sabe o que se passa à sua volta, e ainda assim um presidente da República. Um presidente da República que é, praticamente, um doente mental!!!

Vá tratar-se, presidente JOMAV. Não é uma ordem, é um conselho! AAS

ÚLTIMA HORA: O polícia que, ilegalmente, prendeu o deputado GABRIEL SOW pode ser preso a qualquer momento. AAS

ÚLTIMA HORA: O presidente do STJ, Paulo Sanha, está na ANP para se inteirar da prisão ilegal do deputado da Nação Gabriel Sow. AAS

ÚLTIMA HORA/NOTÍCIA DC/AFRONTA À DEMOCRACIA: Hoje, o policia Lassana Indami, a "mando de um juiz", prendeu o deputado da Nação GABRIEL SOW, sem levantamento da imunidade. A ONU já está em campo. AAS

sexta-feira, 22 de julho de 2016

ABUTRES NO PALÁCIO: Os 15 ex-deputados tornados resistentes, reuniram-se hoje no palácio. Motivo? Querem tirar o Rosa Cá nas alfândegas e ainda o homem da APGB...AAS

Mentira tem perna curta


Baciro Dja falou finalmente sobre o avião que aterrou em Bissau no passado dia 11. Para dizer a verdade, as palavras do 'primeiro-ministro' NÃO convencem alguém minimamente inteligente.

Primeiro, não eestavam no país nem o PR nem o PM. Mais: se vieram mesmo numa missão, porque não foram cumpridos os requisitos no aeroporto? Quem entrou? Quais os seus nomes? De que nacionalidade eram?

O 'primeiro-ministro' teria feito melhor figura se tivesse ficado calado, pois mais vale a pena cair em graça do que ser engraçado.

A casa que hoje foi incendiada pertence a uma funcionária da EAGB, que ficou a arder com o fruto da irresponsabilidade e de criminosos, a mando do poder golpista em vigor na Guiné-Bissau. Vão à merda. AAS

OPINIÃO AAS: O regresso da canalha


O incêndio, esta manhã, na residência do Administrador dos Serviços Aeroportuários, Victor Felix Diouf, foi obra deste governo ilegal e inconstitucional em vigor na Guiné-Bissau, fruto da irresponsabilidade do presidente da República, José Mário Vaz.

DC conseguiu chegar à fala com o 'Tó' Diouf, que se encontra em Itália em missão de serviço. "Assim que soube dessa tragédia, telefonei o primeiro-ministro, Baciro Dja. Assim que soube quem era o interlocutor, desligou o telefone despoticamente na minha cara", contou.

A comunidade internacional que está na Guiné-Bissau tem de meter cobro a essas atrocidades, ou será ela mesma co-responsável por esta anarquia e canalhice. Se tomarmos de ponta os estrangeiros que vivem no nosso país nem terão como escapar...

Marginalizem esse bando de marginais que se apoderou ilegalmente do nosso país, porra! Se pactuarem com eles, vamos atingir-voos onde dói mais...é um aviso que devem levar a sério. Por vossa culpa é que este país chegou a este ponto de não retorno - pagarão um preço bastante alto por esta aventura.

À polícia Judiciária, que investigue este acto canalha cometido por criminosos a mando do poder golpista em Bissau e responsabilize quem tiver de ser responsabilizado. Isto foi uma represália pela aterragem do avião que trouxe milhões de dólares e levou...DROGA!!! Filhos da puta! AAS

NOTÍCIA DC: Mais fotos da barbaridade que se instalou na Guiné-Bissau



Fotos: AAS

NOTÍCIA DC/MEDO VOLTA A BISSAU: Hoje, por volta das 7 horas da manhã, um grupo de homens encapuzados foram à residência do 'Tó' Diouf, Administrador dos Serviços Aeroportuários, e meteram fogo no carro e na casa, destruindo tudo. Queimaram o seu condutor e deixaram um recado: "isso é só o começo do inferno na tua vida." AAS



Assim ficou a residência e o carro do Tó Diouf, no bairro D'Ajuda. Foto: AAS

quinta-feira, 21 de julho de 2016

DROGA E TERRORISMO: É "preocupante" eventual "brecha" de segurança no aeroporto de Bissau


O representante da União Europeia na Guiné-Bissau, Vítor Madeira dos Santos, considerou hoje "preocupante" a eventual "brecha" de segurança no aeroporto do país, com a entrada no país de uma comitiva sem controlo das autoridades, na última semana.

verificar que isto aconteceu, é uma brecha importante na segurança aeroportuária do país e que não é tolerável", disse à Lusa Vítor Madeira dos Santos.

A comunidade internacional "já tem alertado que a falta de autoridade neste país pode permitir a entrada de elementos terroristas", referiu.

"Não quer dizer que seja o caso. Mas abre-se um precedente", acrescentou Vítor Madeira dos Santos, para quem o verdadeiro problema não é "saber quem terá chegado ou o que trouxe" neste caso em concreto, mas sim os riscos relativos à falta de procedimentos de segurança.

"Ninguém, seja quem for ou qualquer que seja a justificação, pode passar sem o controlo das autoridades", ou seja, serviços de emigração e fronteiras, alfândegas ou Guarda Nacional, sublinhou o diplomata.

"Há uma queixa pública e dada a repercussão do assunto é necessário que as autoridades expliquem o que se passou", concluiu.

O ex-primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, denunciou no sábado a aterragem do que classificou como "avião fantasma" no aeroporto de Bissau.

"Queremos explicações sobre a real proveniência e carga do avião fantasma que recentemente visitou o nosso país, tendo sido recebido pelo chefe da Casa Civil da Presidência [da República]", detalhou num documento distribuído pelo partido que lidera, o PAIGC, aos jornalistas numa conferência de imprensa.

Fonte ligada aos serviços de segurança disse hoje à Lusa que o avião em causa aterrou em Bissau na segunda-feira, dia 11 de julho, sete minutos antes do meio-dia e que os seus ocupantes foram recebidos no salão VIP do aeroporto, entre outros, por pessoal da Presidência da República.

Segundo a mesma fonte, terão sido os serviços da Presidência a indicar que já havia sido dado conhecimento da visita a um nível superior, dispensando a comitiva e respetiva bagagem, trazida em mão, de procedimentos de controlo.

A comitiva chegou e partiu de Bissau, cerca de hora e meia mais tarde, num avião Airbus 319-111 de uma companhia privada da Arábia Saudita que aluga aeronaves, concluiu.

Tanto o Presidente da República, José Mário Vaz, como o primeiro-ministro, Baciro Djá, encontravam-se fora da Guiné-Bissau naquele dia.

Contactados pela agência Lusa, tantos os serviços de estrangeiros e fronteiras como a Presidência da República recusaram-se até agora a comentar o assunto.

A última vez que a UE se mostrou preocupada com a segurança no aeroporto internacional da Guiné-Bissau foi em dezembro de 2013.

Na altura, o alerta foi feito depois de a tripulação de um voo da companhia área portuguesa TAP ter sido foi coagida pelas autoridades de transição guineenses a transportar 74 passageiros ilegais, alegadamente sírios, para Lisboa.

Catherine Ashton, Alta Representante da UE à data, pediu à Guiné-Bissau para "cumprir plenamente as suas obrigações jurídicas internacionais e nacionais" com "medidas adequadas para evitar qualquer repetição deste tipo de incidentes". O caso levou a TAP a acabar com a rota entre Portugal e a Guiné-Bissau. Lusa

Ainda sobre o 'avião fantasma'


"O avião Airbus A319, cuja história tão bem descreveste, veio via Gâmbia mas a procedência verdadeira é América do Sul, com uma escala técnica na Gâmbia.

Os passageiros, que não se identificaram e estavam vestidos com indumentária sauditas, tinham todos passaportes colombianos. Se fossem identificados, todos saberiam da verdade.

Estes senhores são barões da droga e prometeram às nossas autoridades um montante superior ao conseguido na mesa Redonda de Bruxelas pelo então governo do Domingos Simões Pereira. Daí o pertinente aviso da administração Norte-Americana, através da DEA.

Mas para a autorização da aterragem a ordem veio da presidência com cunho do Estado Maior. Nenhuma das identidades aeroportuárias aceitaram dar o aval para aterragem deste avião.

E a partir de agora vamos ter muitos aviõe a chegar sem ninguém saber da procedência dos voos. Mas a vinda desse avião era do conhecimento do PR e do seu PM.

O Botche e o Joe tentaram saber o que na verdade se passava mas foram chamados e ficaram de boca calada.


Anónimo responsável"

quarta-feira, 20 de julho de 2016

VERGONHA: Demcracia quase


"Agora é que é a Democracia a sério.

Fui convidado pela TGB (Televisão da Guiné-Bissau) para participar num debate no programa PERCURSO apresentado pelo jornalista João Umpa Mendes.

O debate seria ontem, dia 19/07/2016, e seria dedicado à análise do Acórdão Nº4/2016 do STJ, que considerou que não houve inconstitucionalidade com a nomeação do Governo de Baciro Djá.

Como é uma matéria que interessa, não só como cidadão, mas como jurista que estudou e ensinou a História de Estado, disponibilizei-me. Mas quando cheguei fui informado de que o programa já não ia para o ar porque o director geral da TGb mandou suspender por não autorizar que seja abordado o tema e nem foi informado quem eram os convidados.

Veja Pm o que o Acórdão nº4/2016, legitimou.
Força estamos a frente, isto é DEMOCRACIA.

Fodé Abulai Mané
Jurista

DROGA: PJ deteve três pessoas com 3 kg de cocaína


A Polícia Judiciária da Guiné-Bissau deteve durante a última semana três correios de droga com 222 "bolotas" de cocaína ingeridas, anunciou hoje aquela força de segurança em comunicado.

Os três homens eram provenientes do Brasil e foram intercetados à chegada ao aeroporto internacional da Guiné-Bissau. Um deles é guineense e os outros dois têm nacionalidade nigeriana.

No conjunto, tinham ingerido 222 "bolotas" de cocaína, num total de três quilos de estupefaciente, refere o comunicado da PJ.

Os suspeitos foram ouvidos na vara criminal do Tribunal Regional de Bissau a aguardam detidos o desenrolar do processo.

Nas operações participaram elementos da Unidade Nacional de Combate à Droga da Polícia Judiciária (UNCD-PJ) e dos Serviços de Informação e Segurança (SIS). Lusa

NOTÍCIA DC: A PGR só permite viagens ao Carlos Correia, Malal Sané e Adiato Nandigna. AAS

NOTÍCIA DC: Visitas douradas


Uma denúncia preocupante chegou hoje ao DC e reza assim:

Cada autoridade das Finanças que vai 'visitar' a alfândega, a direcção geral das Contribuições e Impostos e os bairros fiscais...recebe 500.000 FCFA (cerca de 900€).

O secretário de Estado do Orçamento é o visitante-mor... A ordem é DELAPIDAR o Estado à velocidade de cruzeiro! Até apetece dizer PUTA QUE PARIU! AAS

DROGA: Departamento de Estado Norte-Americano lança sério aviso à navegação: "Guiné-Bissau voltou a estar no caminho das rotas das mercadorias consideradas 'menos próprias e sob alçada da DEA'". Quem avisa... AAS

EXCLUSIVO DC: O avião que matou a esperança do PAIGC





Foi este avião que trouxe uma mala com dinheiro sujo da Gâmbia para o JOMAV.

Pois bem, o DC dá uma ajudinha. No passado dia 11, por volta das 11:30h, um Airbus A 319 (VIP) fez-se à pista do aeroporto internacional Osvaldo Vieira, em Bissalanca, nos arredores de Bissau. Operado pela Aviation Link, com o registo VP-CMJ, veio em "visita privada". (O avião já teve outras três matrículas, a saber: D-AVYJ, EC-LNL e F-MBGV).

O avião obedeceu a todas as normas e procedimentos, e o pedido de sobrevoo e aterragem, que foi concedido, foi pedido pela Presidência da República. Mas de onde veio o avião fantasma, que o Presidente do PAIGC fez menção na sua comunicação na sede do partido? - veio do Estado Islâmico da Gâmbia.

E quem veio no avião? Para além da tripulação (que ficou no aparelho) desceram três cidadãos sauditas e o embaixador da Guiné-Bissau no Senegal, IDRISSA EMBALÓ. Assim que parou na placa, só precisaram da escada. "Nenhum de nós foi avisado da chegada do aparelho, foi tudo secreto", contou uma fonte do DC no aeroporto.

E lembrou um pormenor: "o embaixador Guineenses estava mais preocupado com uma mala, que arrancou bruscamente das mãos de alguém." Foi a única bagagem a deixar o aparelho. Na placa, junto às escadas, duas viaturas: um automóvel do protocolo de Estado (de serviço permanente no aeroporto), e a viatura do Marciano Silva Barbeiro, conselheiro do PR que é quem foi receber tão ilustre comitiva. Embarcaram nas viaturaS, mas ninguém passou pelo serviço de fronteiras, ou pelo processamento de bagagem.

Os batedores estavam a postos, e, assim, iniciou-se a curta viagem de 8 quilómetros para a cidade quase deserta a essa hora. Mas o que tinha de tão secreto a mala do embaixador? "Nessa mala estava o fim da esperança do PAIGC junto do Supremo Tribunal de Justiça. Tinha dinheiro, e não era pouco", disse uma fonte da PR ao DC.

Cerca de 40 minutos depois, a comitiva estava de volta ao aeroporto para seguir viagem. Destino: a Mauritânia. "O piloto não sabia fazer o plano de voo manual, pelo que foi ajudado por alguém, que foi pessoalmente entregar o mesmo à torre de controlo", lembrou a fonte. "Pagaram às pessoas que montaram a escada no aparelho, e foi só. Não pediram nada, apenas a escada", confluiu.

Caros leitores,

E, assim, o PAIGC viu-se ultrapassado pelos acontecimentos. Isso prova mais uma vez a forte conivência entre a Gâmbia do feiticeiro Jammeh e o aprendiz de feiticeiro, JOMAV. AAS

terça-feira, 19 de julho de 2016

Toda A Verdade





Devolvam o Poder ao partido que venceu as eleições, o PAIGC, ou convoquem novas eleições para levarem outra coça. Tudo o resto não interessa para nada! AAS

domingo, 17 de julho de 2016

CACHEU: Memorial da Escrvatura e do Tráfico Negreiro



Foi idealizado pelo saudoso fundador da ONG AD, CARLOS SCHWARTZ, e inaugurado há cerca de 15 dias. Tem biblioteca, anfiteatro, sala de exposição permanente, loja para venda de souvenir, etc. Vale a pena uma visita. Mas como não há bela sem senão: é "Proibido tirar AS fotografias"...AAS

Ajude. Vai ver que não dói nada


sábado, 16 de julho de 2016

20 ANOS DA CPLP: O presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira está em Dacar, a caminho de Lisboa como convidado e orador nas comemorações dos 20 anos da constituição da CPLP - Comunidade de Países de Língua Portuguesa, de que foi Secretário Executivo, tendo sido condecorado por Portugal com a Grã Cruz da Ordem do Infante D. Henrique. O acto tem lugar na próxima segunda-feira. AAS


Conheça o percurso do Engº. Domingos Simões Pereira. AQUI

O almoço que não cheguei a comer


"Fui convidado para um almoço, hoje, em casa de interposta pessoa. No almoço, soube de antemão, estaria o embaixador da UE na Guiné-Bissau, o português Victor Madeira dos Santos. E estava.

Eu também fui, mas, confesso que não estava preparado encaixar tamanha falta de conhecimento do embaixador sobre o que realmente se passa na Guiné-Bissau. Não tinha conhecimento de um incidente grave envolvendo nacionais de países da UE, passado há um mês, mais coisa menos coisa num badalado restaurante de Bissau; 'desconhecia' mesmo (pela estupefacção que mostrou) que a representação de que é o rosto número 1 se prepara para subir o muro da delegação em 1,60 mts e colocar dois portões. Está a leste, este embaixador...

Terrorismo - ou o medo do mesmo, a quanto obrigas! Mas tudo isso não foi nada em face do que se seguiria. Chegámos ao comprado (ou será vendido?) acórdão do nosso famosíssimo Supremo Tribunal de Justiça.

Para o embaixador da UE "o acórdão está feito, e bem feito! Acabou", disse arrogantemente. Aquilo soou-me a tamanha desonestidade, puro neocolonialismo ou um reles aproveitamento da incapacidade do nosso STJ (perdão, do STJ do JOMAV). Ou seja, para não ser tomado como personna non grata prefere alinhar com a canalha.

"O Victor Madeira dos Santos, embaixador da União Europeia na Guiné-Bissau, conhece por acaso a nossa Constituição?, ou está a gozar na minha cara?"
- "Eu sou jurista!", disse. A própria UE e os parceiros bilaterais já declararam o congelamento das ajudas à Guiné-Bissau, e vem agora este 'jurista' travestido de aliado dos golpistas dizer tudo isto na minha cara? Nem que fosse o Papa...

Irritado, questionei o embaixador sobre o que teria mudado para este acórdão ser diferente do acórdão Nr 1/2015; perguntei se sabia que se nomeia um primeiro-ministro na Guiné-Bissau "TENDO EM CONTA OS RESULTADOS ELEITORAIS". Disse qualquer coisa imperceptível e que agora não interessa para nada.

A senhora sentada na cabeça da mesa, presumo que espanhola, sorria. O que fiz? Levantei-me e disse: "Não vim cá para isto, eu fui convidado para almoçar e não para estas merdas." Acto contínuo pedi licença - e desculpas - ao dono da residência, também alto funcionário da UE, e saí porta fora.

Muito sinceramente, penso que isso pareceu ao embaixador uma insolência de um simplório e de um ignorante do Terceiro Mundo. Mas eu disse-lhe o que pensava. Disse-lhe a verdade. Cada um vai ao que é seu...

Há um provérbio na Serra Leoa (país que conheci, infelizmente, como um matadouro a céu aberto) que diz: "Uma pedra debaixo de água não sabe que está a chover". Alertei o embaixador para as consequências desta decisão do STJ, e para o perigo que os cidadãos da UE, que ele tão mal representa, correm na Guiné-Bissau.

Guineenses: Há que defender o País, o País corre perigo, o País está a ser ameaçado, e tudo isso é injusto."

E se querem que vos diga, estou para saber o que foi o almoço...AAS

ALERTA: O PR JOMAV e o seu chefe do estado maior das forças armadas, que digam ao povo guineense o que se passa no país. Todas as noites, dezenas de militares são vistos em diversas artérias da capital, parados e em amena cavaqueira. Foi decretado o estado de sítio? Há lei marcial, porra? Parem de assustar os Guineenses e os europeus!!! AAS

DIRECTO DC/PAIGC: "Vamos exigir para saber de um voo fantasma que há dias aterrou no nosso aeroporto e a carga que trouxe e quem é a entidade responsável para essa aterragem e as pessoas que entraram no nosso país sem vistos..." DSP

DIRECTO DC/PAIGC: "Vamos orientar a nossa Bancada para não permitirem ninguém usar a nossa propriedade sem a nossa autorização. Vamos exigir através da nossa Bancada para que o povo guineense saiba quem são os devedores do tão falado resgate. É bom que todos saibam quem é quem neste país os verdadeiros devedores e os que na verdade não gostam de pagar. DSP

DIRECTO DC/PAIGC: "Quem tentar executar o programa Terra RANKA, que não seja o PAIGC, vamos levá-lo a tribunal. Que aproveitem a chuva para escreveram o seu programa de governação..." DSP

DIRECTO DC/PAIGC: "O Programa Terra Ranka é uma propriedade intelectual político do PAIGC e quem não é do PAIGC não pode reclamar a ponto de querer executá-lo." DSP

DIRECTO DC/PAIGC: "O sector da justiça guineense precisa de uma reforma profunda, para podermos salvaguardar o bom nome desse sector. Mas houve três homens que não são quaisquer homens, que ainda nos deram esperança de pensar que, sim, podemos. Estes homens, por uma questao de coerência, fizeram a sua declaração de voto para que o sector da justiça não ficasse como muitos querem." DSP

DIRECTO DC/PAIGC: Vai começar a conferência de imprensa


H

DSP: "Estamos tristes com o STJ, pelo prêmio dado, estou triste pela mentira, pela traição e pela mentira mais uma vez a este povo. São tentáculos de ditadura. Não vamos ficar com raiva dos nossos irmãos juízes, porque até agora muitos não entenderam o porquê e pensam que não é o seu problema e logo dizem vamos aproveitar. Vamos vencer porque temos razão e a verdade está do nosso lado."

Juiz conselheiro, Rui Nené


Um exemplo? Os Guineenses não são turcos


O mundo assistiu ontem a uma tentativa de golpe de Estado na Turquia. Digo tentativa, porque o heróico povo turco, respondendo ao apelo do seu presidente, saiu para as ruas e fez a escumalha estremecer de medo. Quem viu as imagens (eu acompanhei tudo), não ficou indiferente.

O povo nas ruas tomou de assalto os tanques blindados, retiraram de lá os soldados e alguns até apanharam sentindo na pele a ira dos manifestantes pró-democracia. Um exemplo, o povo turco! Corre-lhes nas veias o sangue da luta democrática.

Por cá, estamos a ser espezinhados por um pequeno ditador e aprendiz de feiticeiro, e o povo nada faz. Povo de merda - volto a dizer, e é o que tem sido. Somos traídos até pelo Supremo Tribunal de Justiça, que é quem devia, pelo menos, salvar este povo que não merece muito mais...

O povo derrubou tiranos na Tunísia, no Iraque, no Egipto; por cá o povo de merda prefere arrastar-se na poeira engolindo o pó dos dias; chafurda na lama, morre por falta de cuidados médicos, não tem educação de qualidade (é só ler nas redes sociais a quantidade de merda que escreve).

Fica-nos bem a ditadura que nos foi imposta. E, assim, o país volta a ser bloqueado, as ajudas não chegarão e, não, não será o Togo a salvar-nos. O tanas! A democracia que nunca aprendemos a dar valor, virou-se contra nós. E é bem feita. AAS

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Portugal quer liberdade de circulação e residência entre países lusófonos


O governo português quer derrubar a necessidade de visto e estabelecer a liberdade de circulação e residência para os cidadãos dos Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O projeto é detalhado oficialmente no programa de governo apresentado pelo Partido Socialista luso, que assumiu o poder em novembro, e já foi defendido em diversas ocasiões pelo recém-empossado primeiro-ministro António Costa.

"A autorização de residência garante a liberdade de circulação. É preciso eliminar barreiras, que tantas vezes têm dificultado não só o contato das famílias, como o desenvolvimento econômico e o contato cultural (entre esses países)", argumenta Costa.

A proposta de derrubar as fronteiras no bloco lusófono também ganha força no setor empresarial. Em um fórum que acontece nesta quinta e sexta-feira, em Braga (Norte de Portugal), a Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) garantiu que reforçará o coro pela liberdade de circulação de pessoas, bens e capitais entre os Estados-membros.

"Precisamos de mobilidade, da livre circulação. Estamos fazendo um lobby persistente com os políticos para que isso aconteça. Nossa proposta é muito simples: abram as vias que os empresários farão o resto", promete o moçambicano Salimo Abdula, presidente da CE-CPLP.

'Carta de Cidadão Lusófono'

Em seu projeto de livre circulação, o governo português defende a criação de uma "Carta de Cidadão Lusófono", que serviria para o "reconhecimento a todos os cidadãos de vários direitos no espaço lusófono, tais como a liberdade de deslocação e de fixação de residência, o reconhecimento das qualificações acadêmicas e profissionais, o exercício de direitos políticos e a portabilidade dos direitos sociais".

A ideia do governo português é adotar algo semelhante ao Espaço Schengen da UE, que permite a livre circulação de pessoas entre os países signatários – como é o caso de Portugal – e o reconhecimento automático dos direitos desses cidadãos.

O problema é que o modelo que serviu de inspiração poderia vir a ser justamente um dos principais empecilhos para que se colocasse em prática a iniciativa de Lisboa de adotar a livre circulação entre os países lusófonos.

"Sou a favor do livre trânsito, mas não me parece ser uma medida possível no atual contexto europeu, levando em conta que Portugal não está considerando sair da UE nem do Espaço Schengen. Se esta livre circulação acontecesse, o resto da Europa acabaria por reinstaurar as fronteiras com Portugal", opina à BBC Brasil a pesquisadora portuguesa Beatriz Padilla, especialista em políticas de migração.

A visão pessimista, no entanto, é rejeitada por António Costa, que garante que Portugal tem o direito de negociar tratados de liberdade de residência com quaisquer países sem precisar da benção do bloco europeu.

"Portugal tem toda a liberdade para negociar com os demais países da CPLP tratados de liberdade de residência e o deve fazer. A exigência de vistos de entrada na UE é no âmbito europeu. Outra coisa diferente, é o direito de residência em Portugal, que podemos garantir a todos, na base da reciprocidade, de forma a também garantir a todos os portugueses direito de residência nos Estados da CPLP. E com a autorização de residência, os vistos estão dispensados", argumenta o primeiro-ministro luso.

Segundo a diretora da licenciatura em Relações Internacionais da Universidade do Minho, Sandra Dias Fernandes, a coexistência entre a livre circulação com a União Europeia e com a CPLP é possível, mas teria de ser tratada antes em Bruxelas.

"Portugal pode alcançar o que o governo defende, mas não é algo tão simples ou automático. Um acordo de livre trânsito com os países lusófonos teria de ser explicado antes ao bloco europeu para poder avançar", analisa Fernandes à BBC Brasil.
Crise demográfica

O empenho de Portugal para derrubar as barreiras de circulação e residência entre as nações lusófonas coincide com uma das mais graves crises demográficas experimentadas pelo país europeu, que precisa de imigrantes para suprir a carência deixada pelos portugueses que foram embora no passado recente.

"A debilidade da economia e a crise dos últimos anos criou um desajustamento que só pode ser acertado com a imigração. Enquanto jovens qualificados deixam o país em busca de mercados mais competitivos, trabalhadores pouco qualificados preferem ficar parados e receber o auxílio-desemprego a ter um emprego braçal", comenta à BBC Brasil o economista português Horácio Piriquito.

"Essa realidade criou uma anomalia em que temos alto índice de desemprego ao mesmo tempo em que falta mão de obra na agricultura e na indústria, por exemplo. E só com a chegada de imigrantes o mercado poderá se equilibrar e a demografia ser reajustada", afirma.

Além de Brasil e Portugal, participam da CPLP Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique e Timor-Leste. Juntos, os países do bloco lusófono reúnem mais de 250 milhões de pessoas.

No discurso de António Costa, no entanto, mais importante do que um estímulo à imigração, a livre circulação entre os membros do bloco servirá para "edificar o pilar da cidadania" entre cidadãos de países com uma história tão interligada com a de Portugal.

"Depois de termos bons resultados do ponto de vista políticos e econômicos na CPLP, devemos investir naquilo que é a sua grande força, a relação humana única entre os nossos povos, que deve se traduzir neste pilar de cidadania", defende o primeiro-ministro luso, enquanto espera que o Brasil também passe a enxergar a livre circulação dentro do bloco como uma questão prioritária.

Fonte: BBC Brasil

CHOVE EM ANCARA: Golpe de Estado militar em curso na Turquia. O avião em que se encontra o presidente Erdogan foi proibido de aterrar, tendo seguido para a Alemanha. Há rebentamentos em Ancara, e jactos militares patrulham a capital. Por cá, que é absolutamente necessário, não há homens...Foda-se! AAS

STJ: Um Acórdão falso como Judas, e perigoso...


Quanto ao resto, é isso mesmo: RESTO! Não serve para nada a não ser receber suborno...AAS

Declaração de voto do juiz Osíris Pina: inconstitucional


Declaração de voto juiz Rui Nené: inconstitucional


Declaração de voto do presidente do STJ, Paulo Sanha: inconstitucional


ALERTA LADRÃO: 'Nando' Vaz, 'ministro' do Turismo, acaba de comprar MAIS um carro: um mini vermelho com matrícula (n'pimpa) 5100 CG - pa kebral tudo, pa pui fuguuuuuu!!! LADRÕES! AAS

Está ainda com duas obras em simultâneo: uma na sua residência e outra na ex-embaixada da Líbia, na rua Moçambique. Fugu nel...