segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

JOMAV instruiu o seu 'emissário especial' para escrever à CEDEAO pedindo a retirada de todos os militares desta força sub-regional da residência do presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira. A resposta? "Não, não e não!". AAS

ENERGIA: Grande parte da cidade de Bissau está sem luz há 3 dias. Até nos ministérios, falta energia eléctrica. Na EAGB o dinheiro para gasóleo vai para bolsos alheios...e o povo a sofrer! Não Têm um pingo de vergonha na cara!!! AAS

OPINIÃO AAS: JOMAV não tem moral para falar de corrupção


Em Agosto de 2015, o presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, justificou a sua decisão de demitir o governo do PAIGC liderado pelo Engº. Domingos Simões Pereira com um suposto desvio de 57 biliões de Francos CFA das Finanças Públicas.

No passado dia 24 de Janeiro, nos cumprimentos do Novo Ano dos Deputados da Nação, o Presidente da República voltou à carga com a acusação (feita anteriormente pelo seu Ministro da Economia e Finanças) de desvio de 30 biliões de Francos CFA pelos governos do PAIGC. E acrescentou dizendo que tem provas. Se de facto tem, a única coisa a fazer é apresentá-las ao Ministério Público.

Consideremos o montante mais elevado (57 biliões de CFA). Um tal desvio, a confirmar-se, teria seguramente lugar no Guiness Book of The Records. É que desviar num ano a quase totalidade da receita fiscal anual do país não deve ser tarefa fácil, e só está ao alcance de cabeças ocas...

Em vez de persistir em acusaçoes de peculato contra os seus adversários políticos, o Presidente da República devia primeiro elucidar-nos sobre:

- O paradeiro dos 12 milhões de dólares de Angola que não passaram pelas contas do Tesouro no BCEAO, quando ele era Ministro das Finanças, e que lhe valeram um processo judicial, 48 horas na cadeia por ordens do PGR de pacotilha Abdu Mané, com acusação definitiva apenas à espera de julgamento.;

- O paradeiro dos 17 milhões de dólares de dívida pública contraída pelo governo, em 2011, quando ele era Ministro das Finanças, para a reestruturação da Guiné Telecom e da GuinéTel, e que não foram utilizados para a reestruturação destas duas empresas, estando ambas em falência técnica e financeira, com os seus 200 trabalhadores sem salários há 38 meses.

Se o presidente da República, José Mário Vaz, nos elucidar sobre o paradeiro destes quase 30 milhões de dólares, aí sim, terá autoridade moral para acusar os outros. Enquanto não o fizer, ele não tem um pingo de autoridade moral, quanto mais de vergonha, para estar a lançar verborreias ou ventilar barbaridades, acusando quem quer que seja. AAS

UNIÃO AFRICANA: Alpha Condé, chefe de Estado da Guiné-Conacry é o novo presidente da União Africana. AAS

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

NOBAS DI AONTI: Deprimente


E, entre atropelos e trapalhadas, lá chegou a selecção nacional de futebol! Foi bonito ver as dezenas de milhares de pessoas que aguentaram estoicamente - alguns bem cedo, pois o voo estava previsto para o inicio da tarde. Que nada. Chegaram já era noite e, escusado será dizer, estragaram a festa ao JOMAV. Bem feita.

No aeroporto, para receber tão ilustre comitiva...ilegais! Monton deles. Triste. Lá estavam o 'primeiro-ministro', Umaro Sissoco, o presidente do PRS, Alberto Nambeia, o líder da bancada parlamentar dos 'renovadores', o Certório Biote e mais uns quantos, todos a suar naquele espaço pequeno. Mas enfim, também não temos escolha.

Agora a parte melhor. Melhor: a parte II da 'coisa':

A selecção tinha sido convidada... para almoçar no palácio. Acabaram por jantar. "Toda a comida estava fria e não tiveram sequer o cuidado de a aquecer", contou um convidado ao DC. E a ementa? "Para além de pobre, não combina com o nome palácio. Simplesmente deprimente"...

- Camarão
- Peixe grelhado
- Galinha cafriela

Sobremesa (também de pobre):

- Pedaços de laranja com maçã, e um gelado (JOMAV é mesmo forreta, e não há volta a dar)

Animaram (à sua maneira...): Iva & Ichy e Sambala Kanute

AGORA VAMOS ÀS CONTAS:

Os JOGADORES regressam amanhã para os seus destinos mas há ainda dívidas:

- perdiem durante estadia no Gabão: 2.000 €/jogador
- prémio pelo empate com o Gabão: 3.000€/jogador

TOTAL: 5 mil euros por jogador

DESFEITA:

O PRS entregou ao 'primeiro-ministro' Umaro Sissoco 2 milhões de Fcfa para fazer chegar aos jogadores da selecção. O dinheiro foi parar a mãos alheias. Resultado? Quando essa pessoa (uma senhora) foi depois para fazer a entrega do dinheiro...a federação de futebol RECUSOU receber. "Foi uma deselegância", alegaram. E assim vai o mundo. AAS

COMUNICADO DE IMPRENSA DO PAIGC


O PAIGC comunica que foi preso e encarcerado na prisão da Segunda Esquadra por ordens directas do Primeiro-ministro o Chefe da Segurança Pessoal do Presidente do PAIGC, Deputado e ex-Primeiro-ministro, camarada Domingos Simões Pereira.

Para o PAIGC esta prisão do Chefe da Segurança Pessoal do seu Presidente enquadra-se perfeitamente no quadro sombrio denunciado atempadamente pelo ex-candidato Presidencial e líder da APU-PDG, eng. Nuno Nabiam de que havia um plano sinistro em execução.

A mudança do Corpo de Segurança na ANP, a violação do Gabinete do Presidente da ANP e agora a prisão do Chefe da Segurança pessoal do líder do PAIGC, bem como a chegada ontem de um pedido para levantamento da imunidade ao Deputado Domingos Simões Pereira são sinais que preocupam seriamente o PAIGC.

Chamamos a atenção da comunidade internacional para acompanhar a evolução destes graves acontecimentos que põem em perigo o Estado de Direito Democrático e a própria democracia guineense.

O PAIGC apela aos seus militantes e simpatizantes a manterem-se firmes e vigilantes perante esta tentativa de instaurar um regime ditatorial na Guiné-Bissau.

A Direção Superior do PAIGC mantem-se unida e coesa em torno do seu líder, o camarada Presidente Domingos Simões Pereira e tudo fará para salvar o país da situação perigosa e inaceitável que o senhor Presidente da República e os seus acólitos o estão conduzindo.

O PAIGC bater-se-á com todas as suas energias para que o país encontre o seu rumo, só possível com o cumprimento pleno do Acordo de Conakry.

Bissau, 25 de janeiro de 2017

O Secretariado Nacional do PAIGC

ÚLTIMA HORA/NOTÍCIA DC: Domingos Armando Ndu, o chefe da segurança pessoal do Domingos Simões Pereira, foi libertado há pouco. AAS

ÚLTIMA HORA/NOTÍCIA DC: Domingos Armando Ndu, o chefe da segurança pessoal do Domingos Simões Pereira que foi ontem afastado, acaba de ser detido por ordens do 'primeiro-ministro' e encontra-se na prisão da 2ª esquadra. AAS



Domingos Armando Ndu

ANP reune num hotel por razões de segurança


A mesa da ANP está reunida num hotel de Bissau para debater três pontos, nomeadamente, a mudança do corpo de segurança, a deslocação ao palácio da República por um grupo de deputados e o pedido de levantamento da imunidade ao deputado e presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira. Neste momento está em reunião a Conferência de Líderes para debater a mesma ordem do dia.

Saliente-se que nestas duas reuniões os deputados do PRS não tomaram parte, somente os do PAIGC, partido que tem a maioria absoluta e com capacidade de manter o quórum para o normal funcionamento destes órgãos da ANP.

A Mesa produzirá uma deliberação concernente à problemática da segurança e da falta de condições que garantam minimamente a segurança física do Presidente da ANP e para a imediata reposição da legalidade por parte do Governo.

Em relação aos Deputados que se deslocaram para apresentar os cumprimentos de Novo Ano estes órgãos entendem por lei que os mesmos o fizeram a título meramente pessoal e não em nome e representando a Assembleia Nacional Popular.

Quanto ao pedido de levantamento de imunidade ao Deputado Domingos Simões Pereira, igualmente Presidente do PAIGC, o assunto deverá ser dirigido para a Comissão Permanente da ANP, órgão que funciona entre as plenárias para o seu agendamento, ou não.

Contudo, estes dois orgãos são de opinião que o Deputado em questão, desde que preenchidas todos os requisitos legais poderá ser ouvido pelo Ministério Público na Sede da ANP. AAS

RIP - Morreu o ex-comissário da POP, Bitchofla Na Fafé. Paz à sua alma e condolências para a família. AAS

ABAIXO!!!

ÚLTIMA HORA - EXONERAÇÕES: Foram hoje exonerados em reunião de 'Conselho de Ministros' o director geral dos Serviços de Informação do Estado, Antero João Correia, e o comissário da polícia de Ordem Pública, coronel Armando Nhaga. Celso de Carvalho, o adjunto, passa a comissário da POP. AAS

ÁFRICA MONITOR - PESQUISA E ANÁLISE


Assine o África Monitor AQUI para se manter informado em primeira mão.

ANP e PR recebem CEDEAO

O Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassama, recebeu esta manhã em audiência o Representante da CEDEAO, Blaise Diplo. A actualidade política nacional esteve na ordem do dia desta audiência. Blaise DIPLO foi depois recebido pelo Presidente da República. AAS

COMBATENTES DA LIBERDADE DA PÁTRIA SOLIDÁRIOS COM O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL


Os Combatentes da Liberdade da Pátria expressaram a sua solidariedade para com Presidente da ANP e pediram ao Cipriano Cassamá a continuidade da sua acção em pleno respeito para com a Constituição e demais leis como condição sine qua non para salvar o Estado de direito democrático e a própria democracia guineense.

Em resposta e após agradecer o gesto solidário dos Combatentes da Liberdade da Pátria, garantiu-lhes que jamais recuará perante a defesa da legalidade e da Constituição. AAS

ANP - GABINETE DO PRESIDENTE

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

ABAIXO!

SEGURANÇA DO ESTADO vs 'governo': Por ordens do 'primeiro-ministro, Umaro Sissoco, os elementos do corpo de segurança pessoal de Domingos Simões Pereira foram mandados regressar à base. O director-geral dos Serviços de Informação, Antero João Correia, torceu o nariz dizendo que não assumiria essa responsabilidade. "O país está em crise, DSP é deputado e presidente do maior partido" - e mandou-os de volta para a residência do DSP, com a excepção do 'Ndu', que foi ouvido hoje e mandado para casa para aguardar 'novas ordens'... AAS

JOMAV: Djubi cabedal di Aly...iodê


De pé, da esqª para a dtª: Mário Ferrage, 'Beka' (já falecido), Tóny 'Cabriano', Helderzinho. Agachados: 'Teté', super-craque Aly Silva e Gildo

MIOD PAIGC: ORDEM, JÁ!

SOBE, SOBE, BALÃO SOBE

Pedido

Preciso de um portador para me trazer 5 latinhas destes chumbos Magnum 5.5mm de Lisboa, sff.



Contacto para: antonio.alysilva@gmail.com
Obrigado

América, terra das oportunidades? Há que rever isso...o Honório Buscardini era paquete (moço de recados, por assim dizer) da PETROGUIN. Ia à Segurança Social, à Contribuições e Impostos e pouco mais. Hoje, pasme-se, é o todo-poderoso 'director-geral' da empresa pública dos petróleos. Qual América, qual carapuça!!! AAS

PCD: Supremo Tribunal de Justiça põe o Victor Mandinga no seu lugar




É caso para se dizer: por cima da queda...o coice! AAS

ANP - NOTA DE IMPRENSA

NOTA DE IMPRENSA

O Gabinete do Presidente da Assembleia Nacional Popular foi este fim-de-semana assaltado, tendo sido retiradas algumas pastas de arquivo com os respetivos documentos, facto relatado de imediato à polícia judiciária, que se deslocou ao local, procedendo aos competentes exames periciais.

Esta violação, de per si grave, por se tratar de uma Instituição de soberania da República e cujo titular é a segunda figura do Estado, ocorre quando, à revelia das leis, é mandado mudar, arbitrariamente, o corpo de segurança do Palácio da Assembleia, por ordens expressas do Ministro do Interior.

Recorde-se que a Assembleia Nacional Popular, através do Gabinete do seu Presidente, reagiu imediatamente contra esta decisão do Ministro do Interior, mostrando os procedimentos legais que regem esta Instituição Parlamentar.

Uma vez mais, esta violação às instalações da ANP vêm alinhar com as denúncias, corajosas e patrióticas, expressas pelo Eng. Nuno Nabiam e com ele a consumação do crime de violação das instalações da ANP, que se encontra neste momento sitiadas por forças estranhas ao seu serviço e seu comando.

Com esta violação, que consubstancia total desrespeito pela Constituição da República e demais leis, perpetradas pelo Ministro do Interior, o Gabinete do Presidente da ANP torna público o facto de não haver condições de segurança que possam justificar a presença do seu Presidente na sede Palácio Colinas de Boé, passando desta feita a funcionar temporariamente em sua residência.

Desta forma apela-se à CEDEAO pela urgente necessidade de colocar forças da ECOMIB junto às Instalações da Assembleia Nacional Popular de forma a restabelecer condições de trabalho a Sua Excelência Senhor Presidente da ANP.

O Gabinete do Presidente da ANP vem igualmente denunciar que estas ações integram um intencional plano de desvio à ordem democrática instalada pelo povo guineense e o de tentar minar o poder constitucional que a Assembleia Nacional Popular detém para a sua auto regulação.

O Gabinete, em consequências destas atitudes obscuras, responsabiliza o Presidente da República e o Primeiro-Ministro por tudo que se está a passar na Assembleia e as consequências que possam advir desses atos.

A terminar, o Gabinete do Presidente chama a atenção da Comunidade Nacional e Internacional pela situação crítica que o país vive e alerta à CEDEAO pela necessidade da urgente implementação dos Acordos de Bissau, de Conacri e das decisões da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO.

Bissau, 24 de Janeiro de 2017

O Gabinete do Presidente,
Dr. Ansumane Sanhá

DSP deve estar a chegar ao Togo, convidado pelas autoridades deste país. Viajou bem cedo no voo da Asky. AAS

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Nô pintcha

NOTÍCIA DC: CAN POLITIZADO


Quando todo o mundo pensava que a selecção de futebol chegaria hoje a Bissau para a mais do que merecida recepção...chapeau! Politizada que foi a presença agridoce da selecção da Guiné-Bissau na Taça de África das Nações, sabia no entanto a pouco. As autoridades ilegítimas que assaltaram o poder com a benção do presidente da República, José Mário Vaz, querem tirar (ainda) mais proveito...político!

A selecção nacional tinha previsto para hoje, a sua chegada a Bissau, por volta das 16/17h. Chegou à capital Libreville vindo de Franceville (onde efectuou a última partida) por volta das 13:30h. Seria uma questão de tempo até embarcar rumo a Bissau - pensaram. Que nada.

De Bissau, a ordem foi "aguardem até amanhã, está-se a preparar a festa para a recepção." Há que pagar os putos dos bairros periféricos. Mas nem seria necessário, pois a Selecção é isso mesmo - NACIONAL!, não tem partido - é do Povo!

Contudo, e ao contrário do que seria de esperar, esta decisão trouxe algum mal estar, e houve equipas, nomeadamente as europeias, que fizeram questão de tratar do rápido regresso dos seus jogadores (custaram dinheiro...) sendo que três ou quatro jogadores não farão a viagem para Bissau para o beija mão que, de resto, merecem.

O editor do Ditadura de Consenso deseja um excelente voo a todos, e deixa aqui o seu reconhecimento pela honrosa presença no CAN Gabão 2017.
AAS

FACTO: DC - Mais de 4 milhões de visitas. Muito obrigados. AAS

COISAS NOSSAS: JOMAV ficou conhecido como o 'homem do 25*' ou 'dos 12**'...; já o Honório Buscardini entrará para a história como o 'azarado dos 13***'... AAS


* 25, dia de pagamento de salários
** 12 (milhões de dólares de Angola)
*** 13 (milhões de Fcfa)

Guiné-Bissau estará à venda?


Ontem, a televisão da Guiné-Bissau emitiu uma notícia sobre as idas do 'primeiro-ministro' Umaro Sissoco e do 'ministro' do Turismo Fernando Vaz ao arquipélago dos Bijagós - fazer não se sabe bem o quê.

À TGB, o 'primeiro-ministro' que adora ser fotografado com estadistas africanos de reputação duvidosa, mostrou-e deslumbrado...com coisa nenhuma. O 'ministro' Fernando Vaz, como só ele sabe ser, soltou números imprecisos como quem dá valentes gargalhadas, falou em projectos mas nada de concreto. Mera utopia. Todos conhecemos o Fernando Vaz de outras andanças...

O que a TV da Guiné-Bissau NÃO contou foi isto:

A comitiva dormiu bem acompanhada durante duas noites em Rubane (Bubaque, só mesmo de raspão), e tinha dois hóspedes de peso: os filhos dos presidentes da Guiné-Equatorial e do Congo. Agora, pergunto: de que negócios trataram? As nossas ilhas estarão à venda? Terão sido já encomendadas? AAS

CEDEAO, A PERDIDA: ABAIXO O SACO DE GATOS!!!

Energia passanta...: Um 'ministro' - o da Energia, pois claro - mandou um familiar INSULTAR e quase agredir o António Aly Silva. Toda a história, a seguir, no DC. AAS

Hum


Abdoulaye Makhtar Diop : «le départ de Jammeh est une occasion historique de couper le cordon avec le MFDC»

Rédigé par DakarFlash.com, le Dimanche 22 Janvier 2017

Le départ de Yaya Jammeh peut être une bonne occasion pour le Sénégal de démanteler une bonne fois les bases arrières de la rébellion du Mouvement des forces démocratiques de la Casamance (MFDC).

Selon l’invité de l’émission Grand Jury de la Rfm, député et Grand Serigne de Dakar Abdoulaye Makhtar Diop «le départ de Yahya Jammeh est une occasion historique de couper les bases arrières de la rébellion casamançaise en Gambie et en Guinée Bissau», a-t-il déclaré.

CEDEAO = SACO DE GATOS! Abaixo as manobras da CEDEAO na Guiné-Bissau. AAS

BANCADA PARLAMENTAR DO PAIGC - COMUNICADO

OPINIÃO - Iaia Djemé: Uma lição de política africana


Por Xavier de Figueiredo*



*Xavier de Figueiredo é jornalista e fundador do África Monitor. Foi o primeiro delegado da ANOP, hoje Agência LUSA, na Guiné-Bissau. Assine AQUI para saber tudo em primeira mão.

OPINIÃO: ANP ARROMBADA


Tem um nome: terrorismo de estado. O Parlamento é a maior instituição do Estado. Nele, o presidente é conferido posse, ali se fazem as leis e se controla a governação. No Parlamento trabalham os representantes eleitos pelo povo para lá servirem as suas causas, anseios e bem-estar através de eleições onde entra a comunidade internacional como observadora e financiadora.

Onde para a tal comunidade e em especial a CEDEAO com a sua força de intervenção estacionada no país e segundo se percebe, para garantir a segurança das instituições do Estado? Isso é brincar com o fogo, num pais onde o historial de violência é sobejamente conhecido em todo o mundo.

A comunidade internacional está a pedir de forma clara e irrefutável mais um derramamento de sangue naquela terra martirizada. No dia 20 de Janeiro, para render homenagem ao seu fundador, à delegação do PAIGC foi negada o acesso ao Mausoléu de Amilcar Lopes Cabral, na Amura.

Até onde vamos com a presidência do JOMAV e com o aval da comunidade internacional? Nova luta armada de Libertação exige-se de todos os reais filhos desta terra.

Justino Lima

PETROGUIN/OPINIÃO: A quadrilha do JOMAV

Pela bandeira se conhece uma nação! Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és! O perfil e antecedentes pessoais da quadrilha do JOMAV explica tudo o que se passa na terra de todos nós.

Justino Lima

PAIGC - COMUNICADO

PARTIDO AFRICANO PARA A INDEPENDÊNCIA DA GUINÉ E CABO-VERDE
SECRETARIADO NACIONAL

Comunicado de Imprensa

O PAIGC registou com muita apreensão o facto de por ordem do Ministro de Interior, Senhor Botche Candé, esse Ministério ter procedido a mudança do corpo de segurança da Assembleia Nacional Popular sem a anuência do Presidente desta Instituição, como manda a lei.

Logo após esta ilegalidade, o Gabinete do Presidente da ANP foi violado, tendo presumivelmente sido retirados alguns documentos.

Não se pode deixar de ligar esses dois acontecimentos, ou seja, a mudança do corpo de segurança e a vandalização do Gabinete do Presidente da Assembleia Nacional Popular.

O PAIGC acusa directamente o Senhor Ministro do Interior e o Governo a que pertence, da tentativa de desestabilização da Assembleia Nacional Popular, órgão de soberania, cuja intervenção no processo político actual tem sido irrepreensível.

O PAIGC ganhador das eleições gerais de 2014 e que elegeu o actual Presidente da Assembleia Nacional Popular, por ter maioria absoluta, não pode ficar indiferente a mais uma manobra ilegal do poder instalado pelo Senhor José Mário Vaz e, condena de forma enérgica mais uma tentativa, a juntar a outras tantas, de ferir impunemente a Constituição e o exercício constitucional e regimental dos órgãos de soberania.

O PAIGC chama a atenção dos guineenses e da comunidade internacional por mais esta violação e provocação, que se inscrevem na tentativa de se instaurar um regime ditatorial no país, quando o exemplo dos acontecimentos recentes na Gâmbia devia servir de lição ao Senhor Presidente da República

Bissau, 24 de janeiro de 2017
O Secretariado Nacional do PAIGC

AS TRAPAÇAS DO BUSCARDINI - Um mito chamado Honório


A empresa guineense Mythos2 Investiments, de capital misto, vai investir quatro mil milhões de euros na Guiné-Bissau em projectos relacionados com o agro-negócio e energia, disse hoje à agência Lusa o presidente da empresa, Honório Buscardini.

"O projecto tem a ver com o acreditar no desenvolvimento sustentado da Guiné-Bissau", afirmou Honório Buscardini. A Mythos2 Investiments é uma empresa de capitais mistos e os parceiros executores são a empresa brasileira JBF Bertin e o financiamento vem de fundos agregados ao Crédit Swiss.



"Desde a primeira hora, quer tecnicamente, quer financeiramente, foi apresentado ao Estado da Guiné-Bissau a origem dos fundos e todos os intervenientes na componente financeira são pessoas que responderam perante a Federação de Bancos da Suíça", sublinhou Honório Buscardini. Segundo o presidente da Mythos2 Investiments, a empresa vai investir no sector agrícola, pecuário e das pescas, bem como no sector energético.

"A previsão é a criação de 26 mil postos de trabalho. Indirectamente, devemos chegar aos 70 mil", sublinhou.O empresário disse também que foi preocupação da Mythos "apoiar o governo e o Estado da Guiné-Bissau no combate às bolsas de pobreza existentes no país". "Todos os projectos foram apresentados e estão enquadrados dentro do programa económico traçado pelo governo para o desenvolvimento sustentado do país", referiu.

Outros dos projectos previstos no âmbito daquele investimento é a construção de 1050 quilómetros de estradas de alcatrão no interior do país e de uma instituição bancária."A Mythos prevê a criação de uma instituição bancária de investimento para auxiliar a implementação dos projectos e criar apoios financeiros para os empresários locais", disse. Oje\Lusa

NOTA: Como se vê, tudo delírios de um semi-analfabeto e incompetente. Nô pintcha. AAS

INVESTIGAÇÃO DC/PETROGUIN - Começou a gatunagem!


A PETROGUIN, empresa pública da área dos petróleo, começou a sentir a mão pesada da gatunagem pelo próprio recém nomeado director-geral, HONÓRIO BUSCARDINI.

Uma fonte do Ecobank disse ao DC que o Honorio Buscardini levantou no passado sábado(?!) valores na ordem dos 13 milhões de Fcfa em 4 operações separadas.


HONÓRIO BUSCARDINI - levantamentos aos sábados é com ele...

Um primeiro levantamento de 4 milhões (débito diverso), um de 983.934 Fcfa - cheque 1126076, outro de 4 milhões de Fcfa - cheque 1126073, e ainda outro de 3.016,066 - cheque número 126075. Num sábado?! Foda—se!!! Honório, bai torna dinheru di Povo!!! O ministério Público tem a palavra... AAS

GOLPE INSTITUCIONAL: Gabinete do presidente da ANP foi violado!!!


A Polícia Judiciária foi informada e uma Brigada formada por 4 Agentes já se encontram a tomar conta da ocorrência.
Recorde-se que este assalto ocorre precisamente quando o Ministério do Interior substitui à revelia do Presidente da ANP o Corpo de Segurança estacionado na sua sede, o Palácio "Colinas do Boé".



Sabe-se que a ANP, numa nota endereçada ao próprio Ministro do Interior, reagiu demonstrando as ilegalidades em que incorre a referida decisão de mudar o Corpo de Segurança que se resume num crime de violação das instalações da Assembleia Nacional Popular, cuja inviolabilidade está prevista no Artigo 3°, n°1, do Regimento que rege esta Instituição da República.

Numa nota de imprensa da ANP sabe-se que a Assembleia Nacional Popular coloca, inclusive, a possibilidade de dispensar os serviços de segurança fornecido pelo Governo, até que sejam observadas as leis sobre a matéria.

Ainda e na sua à imprensa a ANP sustenta, citamos, "para a defesa do seu poder constitucional de auto regulação e as suas instalações, o parlamento reserva-se no direito de recorrer a todos os meios legais a sua disposição para estancar está flagrante violação das leis vigentes no país que integram um intencional plano para distorcer a ordem democrática instalada pelo povo guineense", fim de citação.

A nota de imprensa da ANP salienta ainda que se assiste hoje "com estes actos o início do plano publicamente denunciado pelo Eng. Nuno Nabiam e com ele a consumação de um crime de violação das instalações da ANP, cuja inviolabilidade está garantida por lei.

domingo, 22 de janeiro de 2017

OPINIÃO AAS: CAN 2017 - O fim da utopia


Caiu o pano no que toca à participação da selecção de futebol da Guiné-Bissau no CAN 2017 que se realiza no Gabão. Quanto à prestação do nosso seleccionado...fizeram o que puderam e a mais não eram obrigados. Temos de deixar de lado o amadorismo. Qualquer competição deve ser pormenorizadamente estudada, o calendário seriamente cumprido - e tem de haver disciplina!

Os nossos jogadores foram humilhados, o seu contrato foi desrespeitado mas fizeram tudo para o país marcar presença - a primeira da sua história nesta competição para gente organizada. Por cá é tudo em cima do joelho. É a federação que, à última hora, não se digna em honrar os seus compromissos; é o Estado (o 'governo') que lava as mãos e depois são os jogadores e a equipa técnica que pagam tudo.

Não se justifica tamanha desorganização! Ou temos um Estado e instituições fortes, ou deixemo-nos da mania das grandezas porque provamos uma vez mais que não valemos um tostão furado! Tecnicamente, até temos bons jogadores, que mostraram o seu valor nas três partidas realizadas no Gabão. Não temos é toda uma estrutura à sua volta para a coisa ter sentido e dar certo.

Esta nossa presença no Gabão, para além da experiência adquirida, é outra prova de que um país só faz sentido se for governado na legalidade. A táctica do JOMAV é como o eucalipto: seca tudo à sua volta! E o país vai desmoronando sem que ninguém mexa uma palha.

Mas o que eu queria mesmo era ver o JOMAV convocar de novo este povo cansado (e pagando...) para, amanhã, sair à rua para lhe pedir responsabilidades pelo nosso desaire no Gabão. Tenha juízo, senhor presidente. AAS

sábado, 21 de janeiro de 2017

Mantenhas para os combatentes reunidos nesse imenso Sul

PAIGC: "A partir desta data, Outubro de 2011, até à data em que o apoio institucional deixou de ser pago, 50.000 USD eram depositados na supra-referida Conta do Gabinete do Presidente da República, Malam Bacai Sanha, que utilizava o respectivo valor sem prestar contas ao Governo. Prática idêntica foi mantida pelo actual Presidente da República, pelo que só o Presidente da República e o seu Gabinete podem prestar informações sobre o destino desta verba.

Fique registado que o PAIGC muito apreciaria que, ao invés de acusar terceiros indevidamente, o Presidente da República JOSÉ MÁRIO VAZ prestasse contas dos dinheiros colocados à sua disposição e do seu Gabinete, em particular desta verba de 50.000 USD mensais, provenientes oficialmente de Macau e depositados na Conta S00 261 2200 S00060026 – GABINETE DO PRESIDENTE. Valor inferiores entregue ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e destinado ao Gabinete do Primeiro-Ministro.
"

A PROPÓSITO DE PASSAPORTES...


- AQUI

- AQUI,

- AQUI,

- AQUI

- AQUI

- AQUI

PAIGC - NOTA DE ESCLARECIMENTO

Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC)
SECRETARIADO NACIONAL

Comunicado de Imprensa

O Secretariado Nacional do PAIGC vem com a presente Nota de Esclarecimento refutar categoricamente as acusações proferidas pelo Presidente da República contra o Presidente do PAIGC e ex-Primeiro-Ministro, Eng.º Domingos Simões Pereira, no que respeita a eventuais negócios com passaportes do nosso país na República Popular da China, por serem aquelas acusações falsas e destituídas de fundamento.

Com efeito, depois de analisados os elementos de informação recolhidos pelos serviços competentes, impõe-se a reposição da verdade, o que faz nos seguintes termos:

Existiu um Acordo entre o Governo da República da Guiné-Bissau e a Sociedade de Importação e Exportação Internacional Excelente, Limitada, através do qual esta empresa, pertencente ao Cônsul Honorário da Guiné-Bissau em Macau, prestava, de entre outros, um apoio institucional aos sucessivos Governos da Guiné-Bissau. Este Acordo foi assinado pela primeira vez em 2001, pelo então Ministro das Finanças, Eng.º Rui Barros.
Esta verba era transferida mensalmente para o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, que se encarregava da sua distribuição pelos diferentes serviços beneficiários.

Tomando conhecimento do acordo e porque talvez o considerasse insuficiente, o falecido Presidente da República Malam Bacai Sanhá chamou a si o controlo desta situação, patrocinando a assinatura de um novo Acordo, em Outubro de 2011. O novo acordo assim assinado aumentava o montante do apoio institucional de 30 para 50.000 USD (cinquenta mil dólares americanos) e ordenava que o mesmo passasse a ser depositado em conta do Gabinete do Presidente da República junto ao BCEAO.

A partir desta data, Outubro de 2011, até à data em que o apoio institucional deixou de ser pago, 50.000 USD eram depositados na supra-referida Conta do Gabinete do Presidente da República, que utilizava o respectivo valor sem prestar contas ao Governo. Prática idêntica foi mantida pelo actual Presidente da República, pelo que só o Presidente da República e o seu Gabinete podem prestar informações sobre o destino desta verba.

Fique registado que o PAIGC muito apreciaria que, ao invés de acusar terceiros indevidamente, o Presidente da República prestasse contas dos dinheiros colocados à sua disposição e do seu Gabinete, em particular desta verba de 50.000 USD mensais, provenientes oficialmente de Macau e depositados na Conta S00 261 2200 S00060026 – GABINETE DO PRESIDENTE. Valor inferiores entregue ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e destinado ao Gabinete do Primeiro-Ministro.

Não obstante pudesse utilizar esta verba de outro modo, o Presidente do PAIGC e Primeiro-Ministro determinou então que o dinheiro fosse utilizado na sua totalidade para suportar as despesas de funcionamento da nossa Missão Junto das Nações Unidas. Foi pois com este dinheiro, e por determinação do Primeiro-Ministro, Eng.º Domingos Simões Pereira, que muitos dos problemas graves daquela Missão Diplomática foram resolvidos, não tendo nem a Prematura nem o Primeiro-Ministro beneficiado de qualquer franco cfa desse valor.

Esta simples descrição de factos, fáceis de comprovar, permitem concluir que as acusações proferidas contra o Presidente do PAIGC são caluniosas e indignas para quem exerce o cargo de Presidente da República. Permitem ainda que ao Gabinete do Presidente da República e ao próprio Senhor Presidente da República se peça que venham a público esclarecer a situação da referida Conta junto ao BCEAO, sob pena de concluirmos que os valores aí depositados foram utilizados para fins de natureza pessoal dos referidos responsáveis.

Bissau, 20 de Janeiro de 2017

O Secretariado Nacional

Comunicado da Família Domingos da Costa, Nené Costa, Cipriano Dias e Netos de Ansupi Correia


Uma larga maioria de irmãos, filhos e demais familiares do Comandante Manuel Saturnino Domingos da Costa vêm por este meio, depois de um longo período de reflexão, comunicar que chegou o momento de solicitar que a partir deste momento todos quantos procuram retirar benefícios políticos e outros, utilizando a figura deste Combatente da Liberdade da Pátria que o deixem em paz e em sossego.

Para os familiares do Comandante Saturnino da Costa chegou o momento de travar alguns pseudopolíticos que numa tentativa de conseguirem uma certa legitimação política dos seus atos, nele se encostam, tirando partido da sua atual fragilidade física e quiçá mesmo emocional derivado do seu estado de saúde.

A família Domingos da Costa, Nené Costa, Cipriano Dias e Netos de Ansupi Correia quer tão somente relembrar que o Comandante Saturnino da Costa é um produto do PAIGC e continuará sendo desse Partido, porque tem um legado a defender, o nome do grande herói nacional e seu irmão Vitorino Costa, razão pela qual traindo o Partido de Cabral estará igualmente traindo a memória do seu próprio irmão.

Entende a família Costa que há necessidade de se defender os ideais porque se bateu e morreu nas mãos dos colonialistas, o nosso irmão, tio e primo Vitorino Costa, cujo exemplo de grande militante, patriota e herói deve ser respeitado, protegido e seguido o seu exemplo para a nossa geração vindoura e também para os jovens guineenses que sempre viram no Comandante Saturnino da Costa a continuidade dessa grande história.

Defendemos a urgente necessidade de proteger o nosso irmão, pai e primo das garras dos que se querem aproveitar do seu prestígio e da sua história, para retirarem em consequência um maior proveito da honestidade e simplicidade do Comandante Manuel Saturnino Domingos da Costa, porque os que se querem aproveitar do seu nome, pelo comportamento que denotam hoje sem pejo nem vergonha, demonstram de forma clara que não são do Partido, mas querem ter e têm quase tudo o que foi conquistado pelo PAIGC e que devia ser do PAIGC.

Bissau, 21 de janeiro de 2017

Filhos de Domingos da Costa, Nené Costa, Cipriano Dias e Netos de Ansupi Correia

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Um saco de gatos


Ontem, ouvi com bastante preocupação o discurso do presidente da República, José Mário Vaz, aquando da apresentação de cumprimentos de novo ano por parte do corpo diplomático acreditado em Bissau.

O embaixador da Gâmbia, Abdou Jarjou, que é o decano do corpo diplomático (a apenas 3 anos no cargo) apresentou os cumprimentos, falou da situação no seu país, apelou ao diálogo e convidou o PR JOMAV a "usar da sua influência" para a resolução da crise gambiana. Bom, não vou mentir, dei uma forte gargalhada.

JOMAV é influente, aonde? Se calhar em Calequisse. Se calhar...Pois bem, chegou a vez do PR discursar. E o que disse José Mário Vaz? Que a questão da Gâmbia é preocupante mas espera que não haja danos de maior para o povo desse país. Mas o melhor estava para vir. "Nós (Guiné-Bissau) não podemos fazer nada porque estamos do lado da decisão da CEDEAO".

Das duas uma:

- JOMAV está a gozar com a CEDEAO (QUE TEM REITERADO AO PR QUE CUMPRA COM O ACORDADO EM CONACRY), sabendo que não cumprirá com coisa nenhuma.

- A CEDEAO virou-se para o lado do JOMAV e prepara-se para passar outra grande desfeita ao povo guineense, tal como fez depois do golpe de Estado de 2012.
A CEDEAO, nesta crise, mostrou que não tem honra nenhuma e nunca defendeu o Povo da Guiné-Bissau. Tenho todo o direito de pensar assim.

JOMAV tem ganho tempo, faz da sua eleição uma carta branca para fazer e desfazer. Está rodeado de ladrões e vagabundos; premeia o analfabetismo, o tribalismo e a incompetência. JOMAV não tem sido justo. E é bom lembrar ao presidente José Mário Vaz que o PAIGC também ganhou uma eleição. Mais respeito pelas escolhas feitas pelo Povo da Guiné-Bissau!
AAS

20 de Janeiro: Militares proíbem PAIGC de entrar na fortaleza D'Amura



Solicitação do PAIGC

Interdição da tropa:

Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC)
SECRETARIADO NACIONAL

Comunicado de Imprensa

O Dia dos Heróis Nacionais deveria ser uma jornada de patriotismo, unidade e de reconciliação entre os guineenses. Contudo e pela primeira vez na história deste país que ontem fez uma gloriosa Luta de Libertação Nacional sob a direcção do PAIGC e do seu mais carismático Líder, camarada Amílcar Cabral, a delegação oficial do Partido de Cabral, chefiada pelo seu líder, Eng. Domingos Simões Pereira, Presidente do PAIGC e de uma larga centena de militantes e simpatizantes foram simplesmente proibidos de entrar nos recintos da Fortaleza d`Amura invocando-se o facto do Presidente da República ainda o não ter feito.

Recorde-se que o PAIGC procedeu atempadamente a respectiva solicitação endereçada ao Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas para, conforme tem sido hábito e prática ao longo de mais de quatro décadas, depositar coroas de flores no Mausoléu do Fundador da Nacionalidade e dos outros Heróis Nacionais, pedido este que mereceu um despacho favorável dessa Instituição.

Estranhamente transformou-se esta Jornada de Glorificação dos nossos Heróis Nacionais numa jornada de revanchismo e de prepotência, vinda de quem o PAIGC ajudou a eleger-se como Primeiro Mandatário da Nação e da Pátria de Cabral que ele hoje trai, sem um mínimo de respeito e de consideração por aqueles que ontem possibilitaram aos guineenses serem homens livres, com uma Pátria, uma bandeira e um hino.

Uma vez mais, o PAIGC chama a atenção dos seus militantes, simpatizantes e do povo guineense, em geral, para este facto inédito, que se junta a tantas outras provocações que o Partido de Amílcar Cabral e dos Combatentes da Liberdade da Pátria tem sido alvo por parte do Senhor Presidente da República e dos seus acólitos.

Viva o Dia dos Heróis Nacionais!
Viva o PAIGC!
Honra e Glória aos Heróis e Mártires da nossa Gloriosa Luta de Libertação Nacional!

Bissau, 20 de Janeiro de 2017.
O Secretariado Nacional

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

ÚLTIMA HORA: ADAMA BARROW acaba de tomar posse na embaixada da Gâmbia em Dacar, Senegal, e desafiou as forças de segurança gambianas: "Mostrem lealdade" ao chefe de Estado. Entretanto, aviões da força aérea nigeriana começaram a sobrevoar território gambiano. AAS

DEPOIS DE BANJUL, BISSAU?!: Uma considerável força militar prepara-se para atacar e remover o ditadorzeco e aprendiz de feiticeiro do poder. AAS

O Senegal apresentou hoje no Conselho de Segurança da ONU um projecto de resolução para apoiar os esforços da CEDEAO e embora não pedindo explicitamente autorização para o envio de tropas para a Gâmbia, sabe-se que centenas de soldados para lá se dirigem desde ontem à noite e estaria iminente uma operação militar.

O embaixador da Gâmbia em Bissau Abdou Jarju considera que "é questionável a legalidade" do prolongamento por 90 dias do mandato presidencial de Yahya Jammeh, que afirma que se manterá no poder até que a justiça se pronuncie sobre o recurso pedindo a anulação da eleição presidencial de 1 de Dezembro, o que não deverá acontecer antes de Maio devido à falta de juízes no país.

Abdu Jarju admite ainda que a "constituição gambiana não é clara quanto à transição de poder e tomada de posse", pelo que o presidente eleito Adama Barrow, que continua em Dakar, pode tomar posse amanhã como previsto numa embaixada, que é uma "extensão do território da Gâmbia".

O embaixador Abdou Jarju dá ainda conta das dificuldades em saber quantos zambianos fugiram para a Guiné-Bissau, sendo que apenas 12 se registaram até esta qarta-feira, mas as autoridades guineenses falam de várias centenas. RFI

JOMAV, vai trabalhar!

O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, considerou hoje insuportável a massa salarial dos funcionários públicos e pediu ao seu 'primeiro-ministro' "reformas urgentes".

Num discurso perante o 'governo', que apresentou hoje cumprimentos de novo ano ao chefe de Estado, José Mário Vaz pediu ao Umaro Sissoco Embaló, que avance com reformas e que ponha os guineenses a trabalhar mais.

O Presidente guineense recorreu à sua experiência pessoal enquanto antigo ministro das Finanças para sustentar a convicção de que será difícil ao Estado continuar a suportar a atual massa salarial da função pública...depois de centenas de milhões terem sido ROUBADOS!!! JOMAV, JOMAV...

O que o presidente não disse é que, por causa das suas destrambelhadas e vergonhosas decisões essa mesma massa salarial cresceu e desde há dois anos tem sido uma bola de neve. Sempre a crescer!!! Se ao menos o JOMAV devolvesse os 12 milhões de dólares de Angola...

É caso para dizer "enquanto gritas golo, eles ameaçam a nossa democracia". Nô pintcha. AAS

ÚLTIMA HORA/NOTÍCIA DC: Um considerável contingente composto por elementos da Guarda Nacional foi destacado agora mesmo pelo ministro Botche Cande para ocupar as instalações da ANP. AAS

PAIGC DENUNCIA GOLPE: VERGONHOSO

ÚLTIMA HORA/ANP: Bancada parlamentar do PAIGC está a dar uma conferência de imprensa neste momento. AAS. AAS

ESTÃO TODOS CONVOCADOS: DSP chega às 15 horas (3 horas da tarde). Os democratas e guardiões da democracia estão convocados para uma grande recepção no aeroporto. AAS

GOLPE DE ESTADO: Parlamento da Gâmbia autoriza Jammeh a ficar mais 3 meses como Presidente

O Parlamento da Gâmbia aprovou o estado de emergência declarado na terça-feira pelo Presidente cessante, Yahya Jammeh, que o autoriza a ficar mais três meses no poder, segundo a moção divulgada esta quarta-feira por meios de comunicação locais.

A Assembleia Nacional gambiana, cujo mandato também foi prorrogado três meses, tomou a decisão na noite de terça-feira, apenas 24 horas antes de Jammeh terminar o seu mandato de cinco anos e quando devia ceder o poder ao opositor Adama Barrow, que venceu as presidenciais de 01 de dezembro.

"Esta assembleia considera e aprova uma resolução sobre a declaração do estado de emergência na Gâmbia por um período de 90 dias, efetivo de 17 de janeiro a 17 de abril de 2017", refere o texto aprovado pelos parlamentares.

Os deputados condenaram ainda "a ilegal e maliciosa interferência nos assuntos internos da Gâmbia do Conselho de Paz e Segurança da União Africana, do governo da República do Senegal e do representante do Senegal no Conselho de Segurança da ONU".

Adama Barrow, que desde domingo se encontra no vizinho Senegal, divulgou um comunicado na segunda-feira assegurando, uma vez mais, que na quinta-feira estará na Gâmbia para fazer o juramento e assumir o cargo.

A União Africana, a União Europeia e a ONU pediram a Jammeh, no poder há 22 anos, que aceite o resultado eleitoral e o presidente cessante também parece cada vez mais isolado no seu país.

Em alguns dias, vários dos seus ministros abandonaram o governo, os últimos dos quais os dos Negócios Estrangeiros, Finanças e Comércio e Turismo. Lusa

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

CAN 2017 (Camarões 2 - 1 Guiné-Bissau): Perdemos o jogo, mas felizmente continuamos no CAN. Ganhamos experiência, apesar do desaire. Teoricamente, o Burkina Faso é mais acessível. Estou orgulhoso dos nossos rapazes. Vamos acreditar que a passagem à próxima fase está ao alcance de apenas um jogo. Força Guiné-Bissau!!! AAS

FLAGRANTE DC: Forças da Guarda Nacional, tentando esta tarde substituir o contingente FORA DAS HORAS normais de expediente, apesar de quem os mandar saber que esta substituição só é possível por força da lei, com a expressa solicitação do presidente da ANP. AAS


É caso para dizer "enquanto gritas golo, eles ameaçam a nossa democracia"

ESTÃO TODOS CONVOCADOS: Domingos Simões Pereira deverá chegar a Bissau, amanhã, por voltas das 15 horas no voo dos TACV proveniente de Dacar. Vamos todos defender e proteger o DSP. NÃO FALTE E PASSE A PALAVRA. AAS

CEDEAO: Uma equipa de emissários da CEDEAO foi hoje recebida pelo PR José Mário Vaz, tendo reforçado que o cumprimento do acordo de Conacri é a única via para que a Guiné-Bissau conheça a paz e estabilidade. "A CEDEAO não irá tolerar mais o desrespeito pelas regras democráticas na sub-região". AAS

DERROTA E DESESPERO: Os canalhas querem agora, no desespero, PRENDER o presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira. Para cada prisão, uma bala para a canalha!!! AAS

Assalto à ANP

Assembleia Nacional Popular
GABINETE DO PRESIDENTE

Nota de imprensa

As estratégias com vista ao assalto às Instalações da Assembleia Nacional Popular e eventual rapto do Presidente deste órgão de soberania, ganham contornos cada vez mais inquietantes e que se traduzem na existência de facto, de um plano engendrado para o efeito, conforme publicamente denunciado pelo Líder da APU-PDGB, Eng. Nuno Nabiam.

A Assembleia Nacional Popular acabou de tomar conhecimento de fontes fidedignas e seguras de que existe no Ministério do Interior um despacho do Ministro da tutela, que ordena a substituição do corpo de segurança fixo da Assembleia Nacional Popular, sem que tenha havido sequer uma solicitação por parte do órgão responsável pela segurança da ANP ou prévia concertação e entendimento entre o Ministério do Interior e a ANP.

No passado ainda recente, a Assembleia Nacional Popular, confrontado com idêntica situação, expediu uma nota ao Ministério do Interior, dirigida ao seu Ministro, datada de 10 de Agosto de 2016, chamando-lhe a atenção da observância escrupulosa da lei para qualquer eventualidade de movimentação do corpo de segurança da instituição e do Presidente da Assembleia Nacional Popular.

Porquanto, nos termos do artigo 4º do Regimento da ANP, o dispositivo de segurança permanente da ANP está na direta dependência do Presidente da Assembleia, na sua qualidade de responsável máximo da segurança da Instituição. O artigo 3º, n.º 2, do mesmo diploma determina que cabe ao Governo colocar à disposição da Assembleia os meios necessários para garantir a tranquilidade e segurança da sede. Contudo, uma vez disponibilizados, estes se encontram sob ordem do Presidente da Assembleia Nacional Popular.

Ora, não tendo sido verificado nenhuma insatisfação da instituição relativamente à prestação do serviço do corpo de segurança colocado à disposição da ANP, e em consequência, não hav1endo nenhuma solicitação por parte de Sua Excelência Senhor Presidente da ANP para a substituição deste corpo, qualquer iniciativa unilateral tomada pelo Ministério do Interior com vista à substituição do atual corpo de segurança da ANP, será tomada como uma afronta e violação às suas instalações. O que a suceder, conflitos flagrantemente com disposto no artigo 3º do Regimento da ANP, que determina a inviolabilidade da sede da ANP.

Desde já, chama-se a atenção da opinião pública nacional e internacional de que qualquer tentativa de levar avante a iniciativa de substituição do corpo de segurança da ANP e do seu Presidente terá total resistência por parte deste órgão, e responsabiliza o Governo pelas consequências que possam advir deste acto.

Com estas manobras administrativas, fica demonstrado indícios claros da existência do plano, denunciado pelo Presidente da APU-PDGB, Eng. Nuno Nabiam. Por outro lado, alertamos para o facto de até data estarmos a assistir a um total silêncio do Ministério Público, a quem foi dado a ocorrência destes factos, na sua qualidade de titular da ação penal, o que deixa de facto preocupado esta instituição representativa do povo com o curso dos acontecimento.


Feito em Bissau aos 18 dias de Janeiro de 2017.

O Gabinete do Presidente da ANP

DESILUSÃO: O primeiro banho de água fria para o PR JOMAV. Foi a debandada geral, o Povo topou-o à distância! AAS


FOTO: K. G.

TERRORISMO: Líderes religiosos guineenses preocupados com possível presença de extremistas


FONTE: RFI

A questão da possibilidade de extremistas estarem a entrar na Guiné-Bissau preocupa os líderes religiosos de todas as confissões. Dos evangélicos aos muçulmanos, dos animista aos católicos, todos têm lançado gritos de alerta: "É preciso ter cuidado com quem chega ao país em nome da religião".

Este fim-de-semana foi a vez de Kabiro Djaló, um clérigo muçulmano, falar em nome dos imãs da Guiné-Bissau lançando o alerta. Na sua óptica, há elementos extremistas a entrarem na Guiné-Bissau com promessas de dinheiro para angariar fiéis. No mesmo sentido, ao expressar-se durante a cerimónia de apresentação de cumprimentos de Ano Novo ao presidente do parlamento, Cipriano Cassamá, o Padre católico Domingos da Fonseca considerou que o Estado guineense parece fechar os olhos perante o que se passa.

Tanto para Siradjo Bari, porta-voz dos dois conselhos islâmicos da Guiné-Bissau, como para o próprio Padre Domingos da Fonseca, há bastante tempo que são notórios "sinais que indicam a possibilidade" de pessoas ou entidades extremistas estarem a entrar no país sem que as autoridades tomem medidas. Ambos admitem também que o país possa estar a ser "inundado" de dinheiro de organizações extremistas para a compra de consciências.

Refira-se que no ano passado, um relatório da ONU tinha tecido advertências sobre a possibilidade de organizações como a Al-Qaeda no Magrebe Islâmico se expandir na Guiné-Bissau aproveitando-se da instabilidade vigente no país. Os autores desse documento tinham recordado a propósito desta questão que em Março de 2016 quatro indivíduos suspeitos de colaboração com organizações ligadas à Al-Qaeda, chegaram a ser detidos na Guiné-Bissau. Em Março de 2016 foram detidos na Guiné-Bissau quatro presumíveis cúmplices de organizações ligadas à Al-Qaeda.

Filhos & Enteados


- Na Gâmbia: a União Africana e ONU apoiam a iniciativa da CEDEAO de lançar uma intervenção militar na Gâmbia caso Yaha Jammeh recuse abandonar o poder no final do seu mandato, ou seja amanhã à noite. PAGO PARA VER.

- Na Guiné-Bissau: a mesma União Africana e a CEDEAO deixam o presidente José Mário Vaz fazer o que lhe der na real gana, violando a Constituição da República da Guiné-Bissau e, depois disso e até agora, o acordo de Conacry. O povo da Gâmbia merece a salvação; o guineense o purgatório! AAS


IMAGEM: RFI

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

GÂMBIA: A dois dias da tomada de posse do presidente eleito, Adama Barrow, o presidente Yahya Jammeh - em fim de mandato - declarou o estado de emergência. Enquanto isso, o presidente eleito exilou-se em Dacar, no Senegal e garante que vai tomar posse em Banjul no próximo dia 19 "com a ajuda de Deus". AAS

ANP reage à nota de imprensa da PGR

Assembleia Nacional Popular
GABINETE DO PRESIDENTE

REACÇÃO À NOTA À IMPRENSA DO GABINETE DE IMPRENSA E RELAÇÕES PÚBLICAS DA PGR

A opinião pública nacional e internacional tomou conhecimento da Nota à Imprensa da Procuradoria-Geral da República, datada de 16 de Janeiro de 2017 e assinada pelo Gabinete de Imprensa e Relações Públicas, na qual se refere o Ofício nº 554/GPANP/2016 e, igualmente enumera os processos que correm os seus termos na PGR, relativos ao deputado Domingos Simões Pereira.

A referida Nota à Imprensa do Gabinete de Imprensa interpretou abusivamente e de má-fé que o Presidente da Assembleia Nacional Popular solicitou, através do Oficio 554/GANP/2016, “a instauração de um processo-crime contra o Presidente da República, Dr.º José Mário Vaz, na sequência das declarações proferidas por este durante a comemoração do seu aniversário no bairro de Mindará em Bissau”.

Atento à gravidade dos factos vertidos na mesma Nota, convém esclarecer à opinião pública nacional e internacional o que se segue:

O Ofício nº 554/GPANP/2016, de 29 de Dezembro de 2016, remetido ao Gabinete de Sua Excelência o Procurador-Geral da República, foi assinado pelo Director de Gabinete do Presidente da ANP, limita-se a remeter os “registos sonoros das intervenções do Presidente da Republica no bairro de Mindará e do líder do APU-PDGB, Eng. Nuno Gomes Nabian” (sic), na sequência da solicitação do Senhor PGR, durante a sua audiência com Sua Excelência o Presidente da ANP, na qual estranhamente manifestou o seu total desconhecimento sobre os mesmos factos.

Como facilmente se depreende da Nota à Imprensa, a PGR não só atribuiu, falsamente, ao Presidente da ANP a autoria do documento (Ofício nº 554/GPANP/2016), como igualmente revela contradições de factos:

Em nenhum momento foi pedido a instauração de um processo-crime contra o Presidente da República e, nem podia ser, na medida em que o Presidente da ANP é assessorado por uma equipa altamente qualificada de técnicos que jamais incorreriam num erro básico de interpretação das normas constitucionais e infraconstitucionais;

Aliás, o Gabinete do Presidente da ANP não reconhece legitimidade ao Gabinete do Senhor PGR para lhe transmitir lições de direito e muito menos de moral;

Outrossim, a Nota à Imprensa em causa, revela uma profunda contradição ao tratar o assunto relacionado com o Ofício acabado de analisar, com eventuais processos de inquérito em curso no Ministério Público relacionados com o deputado Domingos Simões Pereira, porquanto a nota padece de inconsistência lógica ao confundir a substância do referido Oficio, com eventuais processos de investigação nessa sede.

O Gabinete de Imprensa e Relações Públicas da PGR quer inculcar na sua Nota que o Ministério Público forneceu todos os elementos do processo de inquérito necessários à ANP, e ainda assim esta recusa-se a colaborar.

A verdade é que, como se pode aferir das correspondências remetidas pelo Ministério Público à ANP, nenhuma delas contém os elementos exigidos por Lei, nomeadamente, os referidos na sua Nota à Imprensa, caso contrário, a ANP nunca teria solicitado nos seus ofícios, os elementos para a autorização da audição do deputado.

Aliás, é de registar que a ANP manifestou a sua disponibilidade em autorizar a audição do Deputado em causa, observando-se, todavia, todos procedimentos legais (Resposta da ANP ao Ofício nº 530/GPGR/2016, e a Resposta da ANP ao Ofício nº 06/2016 de 25 de Maio, do Gabinete do Procurador Geral Adjunto do STJ).

Constitui uma surpresa para ANP, a menção na Nota à Imprensa dos processos nº 89.º/2015, do Gabinete de Advocacia de Estado, nº 5/2016 e 25/2016 do Gabinete de Luta Contra a Corrupção e Delitos Económicos, ambos do domínio interno da PGR.

O Gabinete de Imprensa e de Relações Públicas da PGR propositadamente omitiu um facto relevante na sua Nota, na vã tentativa de ignorar a denúncia expressa nas declarações públicas de um dirigente político nacional, e que por sinal, confirmou todos os factos junto do Ministério Público, não constando a realização de qualquer diligência processual por parte do titular da acção penal;

Estranha ao Gabinete do Presidente da ANP o facto de o MP não ter trazido, na sua Nota à Imprensa, a impraticabilidade das datas que agendou realizar as suas diligências face ao cumprimento das tramitações regimentais e estatutárias relativas à audiência de um deputado.
Senão vejamos:

O MP através do Gabinete da Procuradoria Adjunto na Câmara Criminal junto do STJ agendou para o dia 27 de Maio de 2016, pelas 10HOO, a tomada do depoimento do deputado Domingos Simões Pereira e, solicitou a ANP por Ofício nº 6/2016 de 25 de Maio, a autorização para a comparência do referido deputado, tendo o referido Ofício dado entrada no GPANP, no dia 26 de Maio;

No dia 28 de Dezembro de 2016, o MP através de um Ofício sob ref. Nº 530/GPGR/2016 assinado pelo Sr. PGR, que deu entrada no GPANP no dia 30 de Dezembro de 2016, pelas 12H17, numa sexta-feira, véspera de feriado do fim do ano, no qual solicita PANP que se digne instruir os serviços competentes, a autorizarem a audição do deputado Domingos Simões Pereira, no dia 5 de Janeiro 2017;

Ressalvando-se que o disposto no Artº 96/6 do Código do Processo Penal, aplicável a um funcionário público, erroneamente foi chamado a colação pelo MP para solicitar a audição de um deputado, contrariamente ao disposto no Artº 13 dos Estatutos dos Deputados, que obriga a audição prévia e pronunciamento da Comissão Especializada Permanente da Ética Parlamentar.

Em várias ocasiões a ANP pediu através dos órgãos competentes, informações concretas para melhor instrução do processo da autorização da audição de um deputado, e em todas elas nunca obteve a colaboração do MP, registando sempre o silêncio absoluto por parte deste órgão de investigação. O mesmo aconteceu com relação à última correspondência entre as duas instituições;

O Gabinete do Presidente da ANP lamenta com tristeza, o facto do MP, instituição pública responsável pela defesa da legalidade e investigação de actos criminosos, ter elegido um canal inapropriado (TGB, Rádios Nacionais e Blogs) para responder a uma correspondência oficial do Parlamento remetida em canais administrativos próprios. Aliás,

A ANP interpretando fielmente os preceitos constitucionais e regimentais, restringiu as suas diligências à entidade competente em matéria de investigação criminal e por meios próprios, não deixa de registar com preocupação estupefação que o meio utilizado pelo MP, enquanto entidade adstrita ao segredo da justiça e responsável pela defesa da sua observância, para tratar de factos ainda na fase de investigação pode constituir um crime de violação do segredo da justiça;

Recorrentemente, as solicitações da ANP à PGR têm obtido como resposta o não prosseguimento dos autos e recursos a conferências de imprensa, com acusações de não colaboração institucional, que não correspondem minimamente à verdade dos factos;

Outrossim, lamentavelmente e em grito de socorro, a ANP pretende informar-se, mais uma vez, do destino dado as suas iniciativas processuais traduzidas em queixas crimes, nomeadamente:

Por usurpação de competência da Mesa da ANP;
Coação ao titular de órgão de soberania;
Violação das instalações.

A ANP lamenta que um órgão tão importante para a administração da justiça, ao invés de se preocupar com o cumprimento das suas atribuições constitucionais e legais, se limite a atacar de uma forma infeliz e leviana um órgão de soberania.

Bissau, 17 de Janeiro de 2017

O Gabinete do Presidente da ANP

ASSALTO ou MENTIRA DO ANO?: A residência do FLORENTINO MENDES PEREIRA não foi assaltada. Esta invenção péssima tem um propósito - o PRS, bengala do JOMAV e dos 15, sentindo-se encurralado, sabendo que as sanções estão à porta, decidiu partir para cima do presidente: querem agora e a todo o custo a pasta do ministério do Interior, ocupada pelo Botche Cande. O PRS é o fiel da balança do encurralado JOMAV. AAS

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

JOMAV - AVENTURAS NO GABÃO


O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, deixa o Congo amanhã e regressa a Bissau. Por cá, Botche Cande, o seu 'ministro' do Interior e na linha do empate da nossa selecção frente ao Gabão, quer dar a vitória ao JOMAV.

Aliás, uma fonte da presidência garantiu ao DC que o PR fez finca pé para que o próprio presidente da federação, Manuel Nascimento, abandonasse o Gabão e voasse com ele para Bissau...JOMAV queria sair em ombros do aeroporto até Bissau. A federação declinou, fruto do paga que não dá...O Botche trata da festa.

A propósito, não é de hoje que se politizou o futebol e o apuramento para o CAN. No dia em que o seleccionado guineense chegou a Bissau para preparar o CAN, a selecção e a equipa foram surpreendidos já noite dentro (houve atraso no voo) no hotel com um pedido: vamos para uma sala... Lá dentro, quem se lhes apareceu? Os 'ministros' do Desporto, Tomás Barbosa...e o vitalício da Energia, Florentino Mendes Pereira, do PRS.

DC soube ainda que, depois do empate com o Gabão a uma bola, o PR JOMAV convidou os jogadores e toda a equipa técnica para um farto repasto. Ao Juary, que marcou o golo do empate, JOMAV ofereceu 500 USD; aos restantes jogadores e elementos da equipa técnica calharam 250 USD/cada. AAS

EXCLUSIVO DC - RELATÓRIO DA KPMG AO FUNPI: A SORTUDA DA "MARIA"


NOTÍCIA DC: Abdulai Injai, vice-presidente da Câmara Municipal de Bissau, foi hoje suspenso das suas funções. A cidade de Bissau está sem rumo. AAS

EMBAIXADOR TATAFLU

Helder Vaz entregou hoje as cartas que o credenciam como embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, ao chefe de Estado Marcelo Rebelo de Sousa, mas não foi só. Portugal, a exemplo do que sublinhou o novo embaixador da França na Guiné-Bissau, quer "o cumprimento na íntegra do acordo de Conacry".

Se Helder Vaz pensa que vai para Lisboa brindar com champanhe e caviar, contar uma ou outra anedota e está tudo bem, desengane-se. Vai ter muito que fazer para furar o cerco que foi montado. Pode vir ter de engolir o peixe pelo rabo - isso sim...Lembram-se do 'Noni', empurrado para Lisboa durante a transição? Por lá ficou, contra todos aqueles que lhe diziam para sair, e foi depenado.

Aliás, Marcelo Rebelo de Sousa vai na linha daquilo que defendeu, no dia 6 de janeiro, o embaixador de Portugal na Guiné-Bissau, António Leão da Rocha. O diplomata foi claro e considerou que a Guiné-Bissau vai de mal a pior: "O país não parece estar de todo perto da estabilidade política e institucional", disse o diplomata luso citado pela agência Lusa. AAS

domingo, 15 de janeiro de 2017

P por G

Adivinha, adivinha: qual é a maior empresa guineense de combustíveis cuja sigla começa com P mas que agora ostenta ilegalmente a sigla G de uma empresa portuguesa que após o exílio forçado do sócio guineense os administradores portugueses têm feito e desfeito na empresa?

Os ditos empregados tomados por "fiéis" do patrão guineense foram votados ao ostracismo e os competentes técnicos guineenses de manutenção têm sido injustamente afastados através de compadres e tachos para compatriotas errantes.

O técnico de frio com 14 anos da casa foi mandado passear, segue-se a vez de 'o dos geradores' com um simulado concurso público com medidas feitas para um aprendiz português de nome MR.

Pior, em tempos, chegaram a querer negar um gabinete e até um ligar em frente da dita empresa à esposa do sócio exilado. O patrão guineense, irritado, bateu mão na mesa e o atrevido ousado entrou nos eixos. Porém, essa do "concurso/tacho" vem aí...aguardem que estou a seguir de perto o folhetim montado pelo grande pilantra Mont...AAS

sábado, 14 de janeiro de 2017

PRESIDENTE DE PARAQUEDAS


Foi um JOMAV desnorteado aquele que apareceu no Gabão. Tal como um gato, não deixou marcas. Está bem de ver que o presidente não foi sequer convidado, e como não estava em visita de Estado e nem a nível oficial, foi mantido à distância e votado ao ostracismo. Deu-lhe na gana ir e foi. E teve o que mereceu.

O presidente José Mário Vaz foi visto uma única vez no estádio - quando, acompanhado do presidente Ali Bongo, desceu ao relvado, envergando uma camisola XXL naquele corpo magro e escanzelado. Depois, desapareceu de cena.

Na tribuna de honra, o presidente do Gabão (cuja equipa defrontou a selecção da Guiné-Bissau) tinha ao seu lado o todo poderoso presidente da CAF, o camaronês Issa Hayatou. E o JOMAV? Nem vê-lo! Foi melhor assim, pois poupa-nos a vergonhas... AAS

GARASSA KA TEM RIDUR: Formado em Economia e Segurança???? Aonde? Que se saiba, foi para estudar, mas logo no 1º ano engravidou uma miúda e foram ambos expulsos. NUNCA MAIS voltou a estudar, e isso nota-se nos textos... Formado em Segurança? Ku kaskete na bissia portas di djintis? Poupem-me, porra!!! Nomeação, sim, acho justo - mas só numa secretaria de estado dos Incompetentes e Analfabetos!!! AAS

PERIGOSO: Mais de 90% das recentes nomeações foram feitas na BASE TRIBAL. A função pública já, já duplicará o número de (des)funcionários...Ah incompetência!, foste premiada!!! AAS

CAN 2017: Presidente aos pontapés


Hoje, bem cedo, chamaram-me para assistir um vídeo, uma comédia surreal (do tipo Monty Python). José Mário Vaz acabara de chegar ao Gabão e falava aos jornalistas guineenses - não sei se no aeroporto ou já no hotel, mas parece que foi no hotel.

Na conversa, o presidente, que desconhece totalmente as leis do futebol embora seja bom a pontear primeiros-ministros, disse (já a noite ia avançada) "vim buscar os jogadores para irmos jantar". Alguém emendou. "Sr. Presidente, os jogadores não podem sair a esta hora porque amanhã têm o primeiro jogo..."

Segue a entrevista, e o presidente continua só, sem rede, atabalhoadamente. "Mandei o 'primeiro-ministro' (ou emissário especial) representar-me na reunião no Mali. Amanhã (domingo) ele estará no Gabão e temos encontro marcado para as 11 horas".

Eis então que surge a pergunta que vale 1 milhão de dólares. Um jornalista chega-se à frente: "SR. Presidente, temos compatriotas aqui no Gabão que estão a passar por dificuldades...". A resposta do JOMAV? Ora leia. 'Ai é? Bom, se estão a passar por dificuldades, eu vou amanhã para a Guiné-Bissau e posso dar-lhes boleia'...

NOTA: A Guiné-Bissau empatou a uma bola com a selecção anfitriã - o Gabão, no primeiro jogo do CAN 2017. AAS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

IDA E VOLTA: ANP protestou junto da presidência da República, por o PR viajar sem sequer dar conhecimento à 2ª figura do Estado, precisamente o presidente do parlamento, Cipriano Cassama...Nô pintcha. AAS

VIDROS ESCUROS: ANP mandou dizer, POR CARTA, ao 'primeiro-ministro' que a ANP é que legisla...ou seja, as medidas que o 'emissário especial' propagar na TV (a proibição dos vidros escuros em viaturas) não têm força de lei...AAS

TAP: Bissau terá três voos semanais no Verão


A TAP vai reforçar a rota Lisboa-Bissau com mais um voo por semana, às terças-feiras, a partir de 28 de Março, passando a operar três frequências semanais, segundo uma informação da companhia portuguesa às agências de viagens, divulgou esta manhã a agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’.

A companhia aérea portuguesa, que retomou os voos para a Guiné-Bissau no passado dia 1 de dezembro de 2016, sublinha nessa informação que deve o reforço à “crescente procura por esta rota”.

Desta forma, os voos da TAP entre Lisboa e Bissau realizam-se às terças-feiras, quintas-feiras e sábados, durante a próxima temporada de Verão IATA.

A transportadora sublinha que durante o Verão “o horário antecipa cerca de duas horas em relação ao horário de Inverno, permitindo assim chegadas a Bissau num horário mais conveniente e regresso ainda no mesmo dia, com chegada a Lisboa ao nascer do dia seguinte”.

Os voos partem de Lisboa às 19h20 para chegar a Bissau às 22h45, de onde sai às 23h45 para chegar à capital portuguesa pelas 05h00 do dia seguinte.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

PR JOMAV VAIADO EM LISBOA



Elementos do Movimento dos Cidadãos Conscientes e Inconformados foram ao Hotel Sana e gritaram palavras de ordem: "JOMAV, RUA!"

RIP: Faleceu ontem na cidade do Porto, em Portugal, Abubacar Paralta, director-geral da Viação e Transportes Terrestres. Os restos mortais devem chegar ao país na próxima quarta-feira. Condolências à família. AAS

EAGB - A propósito da falta CONSTANTE e INSISTENTE de energia eléctrica


Segundo o FMI:

- “Para reduzir o custo elevado para o orçamento, também são bem-vindos os planos para tornar a companhia de água e electricidade (EAGB) financeiramente transparente, antes de reformas mais abrangentes a médio prazo.

NÃO PORQUE SIM

EXCLUSIVO DC - RELATÓRIO DA KPMG AO FUNPI: UM CHEIRINHO

PEDIDO: Citem o DC como origem da notícia...não vos fica bem. AAS

EXCLUSIVO DC: Nas sanções a serem aplicadas ao governo ilegítimo da Guiné-Bissau...nem a nossa castanha de caju escapará! Ah, pois!!! AAS

RAPIDINHAS


- Bissau está sem luz desde manhã cedo. Why? "Não há dinheiro para combustível"...;

- O recém nomeado 'director-gera' da PETROGUIN esteve hoje na empresa e já a querer dar ordens. Foi à direcção administrativa e financeira "pensando que o cofre estava cheio de dinheiro. Bateu com a bunda no chão";

- Dois barcos carregados de contentores atulhados com a nossa preciosa madeira, estão acostados num porto espanhol. Motivo? O embargo...pelos vistos nem a própria China quer entrar no jogo. Mon na kadera ao contrário...;

- 'primeiro-ministro' (ou emissário especial do PR) acaba de exonerar o Aneximandro Menut do cargo de secretário executivo de luta contra o SIDA (SNLS). Segue o Califa Cassama...Aqui há muito dinheiro em jogo...depois veremos!!! Contas são contas;

- A Eva, da UDEMU, o Zé Carlos (ex-governador de Gabu que em tempos a segurança do Estado caçou e meteu dentro de um contentor) e muitos, muitos mais serão os próximos sancionados pela comissão de jurisdição do PAIGC. O próprio Zé Carlos, contou uma fonte ao DC, foi visto esta manhã no bairro da Achada (Tchada) a tentar recrutar jovens delinquentes para tentarem violentar alguns dirigentes do PAIGC. AAS

DJUMBULUMANI NA BALIZA DI BAS

Hoje, cruzei-me com um alto funcionário da CCIAS. Ele parou e todo excitado disse-me: "tenho uma resolução - ver abaixo - para te enviar. Dá-me o teu e-mail". Eu dei, mas mal sabia ele que eu estava já na posse de todos os documentos quem enterram a gestão da CCIAS. Esta resolução é CRIMINOSA...:



...porque viola esta ordem judicial:



Respondi-lhe calmamente: "Iisso que aí tens é ilegal (há um mandado do processo 154/2015 emitido em 26 de fevereiro de 2016)". E disse-lhe mais: "Sabes de um cheque de 400 milhões passada à CCIAS?"

"Cheque? Quem nos daria esse dinheiro todo?" - atirou. Não desarmei e fui para cima ainda com mais força. "E tenho o relatório ao FUNPI..." Aí, o pobre coitado subiu o vidro e acelerou... AAS

EXCLUSIVO DC: Finalmente o tão famigerado Relatório ao FUNPI não mãos do AAS


Isto é só um cheirinho da roubalheira a que a Guiné-Bissau tem sido sujeita! Ditadura e Consenso - mais cedo ou mais tarde...AAS

EXCLUSIVO DC: CCIAS APANHADA COM A MÃO NA MASSA


A direcção da CCIAS que EXPLIQUE e bem EXPLICADINHO o que foi feito a estes 400 milhões de FCFA (mais de 500 mil euros).

Mas há mais, a direcção da CCIAS que explique isto:

- Qual foi o custo dos armazéns construídos em Safim??
- Quanto foi levantado em cimento na empresa AM (alguns foram para Geba...)??
- E sobre a cobertura de 1 milhão de dólares do parque de Safim em que 500 milhões de FCFA foram ILEGALMENTE transferidos para a conta do malogrado Abel Incada??
- Por que foi chamado duas vezes pelo ex-PGR Hermenegildo - o que lhe custou a saída??
- Um dos assinantes do documento ilegal da CCIAS foi chamado e confessou perante o ex-comissário da POP, José António: "Dei dinheiro a terceiros para comprarem droga...mas deram-lhes farinha"!!! AAS

QUEDAS E MORTE: Ah, e a propósito do 'ministro' azarado ou...irresponsável? Não me lembro do nome, mas cá está a sua fotografia...:

EXONERAÇÕES & NOMEAÇÕES MIL

O SOBREVIVENTE: Marcos Galina, foi ontem exonerado como PCA da ARN e nomeado PCA da Agência de Aviação Civil da Guiné-Bissau (AACGB). AAS

E continua...: Tó Diouf foi ontem exonerado e para o seu lugar foi nomeado um tal Abdu Darame como novo Administrador dos SAA. AAS

CAN 2017: É a desorganização total!


Infelizmente, volta a acontecer, desta feita no Gabão, às portas do primeiro jogo da nossa selecção a contar para a Taça de África das Nações. O filho do presidente da República, acompanhado da Jaqueline Lopes (funcionária da presidência) e alguns amigalhaços levaram um saco azul, instalaram-se confortavelmente no Hotel Ibisco, longe da selecção...e são eles que têm pago as despesas todas - menos algumas...


Herson Vaz, filho do PR, e Jaqueline Lopes - os donos do 'saco'

Os 12 jornalistas (ou serão jornaleiros?) levados para o Gabão, NÃO assistiram ao primeiro treino da selecção - não havia transporte, e ameaçaram mesmo regressar a Bissau. Só ontem tomaram uma refeição digna desse nome, tudo graças à benevolência de alguns dirigentes. Receberam cada um 200 euros e ainda uma carrinha para as deslocações estádio/hotel.

Quanto aos jogadores, conseguiram receber 330 milhões de francos CFA (prémios de apuramento, de participação e várias outras dívidas atrasadas). Os ministros da Educação e do desporto estão lá, vivendo à grande e à francesa com os bolsos cheios de notas. A selecção, os jornalistas e tudo o resto NÃO contam para absolutamente nada. Cheira a Saltillo, no mundial do México...AAS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

MAIS ILEGALIDADES: Elisabete Baticã Ferreira, foi exonerada do cargo de comandante da polícia de trânsito. Para o seu lugar foi nomeada a Lalá Pereira. AAS

Ministro azarado ou...irresponsável?


Cena 1: O filho menor de um 'ministro' empurrou o vizinho, também menor de idade, da varanda desprotegida.
RESULTADO: o rapaz foi evacuado para Portugal, acompanhado da mãe;

Cena 2: O mesmo filho menor do 'ministro', cai dessa mesma varanda, meses depois.
RESULTADO: Parte um braço.

DETALHE: só depois destas duas quase tragédias é que o 'ministro' decidiu proteger a varanda.

Cena 3: Esse 'ministro' tinha à sua guarda a filha menor de 13 anos de um irmão. No dia 25, dia de Natal, a mulher do 'ministro' decide deixar a menor ir a uma festa num espaço de bailes. Só, desamparada e acompanhada de menores como ela.

RESULTADO: Por volta das 21 horas, a miúda, ao descer as escadas para o rés-do-chão, escorrega e cai. Parte o pescoço e morre meia hora depois, no hospital.

Alguém comentou: "Desde que o 'ministro' se mudou para esta casa tem sido um desastre". Dinheiro di fugu!!!

E querem saber o nome do 'ministro' em causa? Ditadura do Consenso. Mais cedo ou mais tarde...AAS

Confirmado: Exonerou-se o Marcos Galina do cargo do Presidente do Conselho da administração da ARN. No seu lugar entrou de forma ilegal e conforme o DC anunciou na semana passada, o Abdu Djaquite, irmão do Serifo Djaquite. AAS

SANÇÕES A POLÍTICOS: O Conselho de Segurança das Nações Unidas está a estudar a imposição de sanções a políticos guineenses que estão a inviabilizar a implementação dos acordos de Conacri. De acordo com fontes diplomáticas, a CEDEAO e a UNIÃO AFRICANA, que estão na linha da frente das negociações - sob mandato da UA que depois reporta à ONU - forneceram já dados importantes desta crise ao Conselho de Segurança da ONU. AAS

Guiné-Bissau: Esgota-se o prazo para Governo apresentar o seu programa


O Governo da Guiné-Bissau tem até o próximo mês para entregar à Assembleia Nacional Popular a proposta do seu programa, caso contrário, de acordo com a Constituição, entra em caducidade de funções.

É mais um capítulo da crise política que marca a actualidade guineense. O jurista Luís Peti diz que, caso o Executivo não cumpra o prazo, haverá "consequências políticas, sendo o Presidente da República obrigado a exonerar o Executivo, tal como aconteceu com o Governo do Baciro Djá”.

É um Governo que também está a confrontar-se com a questão de aplicação de possíveis sanções aos políticos que estariam a inviabilizar a implementação do Acordo de Conacri. Trata-se de uma possibilidade que, segundo fontes diplomáticas, está a ser avaliada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Para Peti, "o impacto seria maior não só para a Guiné-Bissau, mas sim para a própria governação, pois põe em causa a relação entre as autoridades nacionais e representações internacionais”.

No meio deste cenário, o Governo do primeiro-ministro Umaro Sissoco procedeu recentemente a exonerações de governadores regionais e administradores sectoriais. VOA

LIXO AVULSO: QUEM FALAR MAL DO DSP...É NOMEADO


Nos primeiros dias deste ano, O Deuna (que foi candidato à liderança do PAIGC no congresso de Cacheu), o Banjai e o Jeremias foram à nossa infeliz TGB vomitar inverdades e dizer calúnias contra o DSP.

Hoje, tiveram o seu destino traçado: exonerado que foi o Filomeno, da Aeronáutica Civil, a escolha parece agora o totobola - escolher entre o Deuna e o Banjai para esse lugar. O que vão lá fazer? Isso é outra história.

Portanto, povo de merda, ficam a saber: querem ficar na história como lixo avulso? Falem mal, insultem o DSP...AAS

Cocó perto bóia...



FONTE: Africa Monitor. Assine AQUI para saber tudo em primeira mão

DSP está em Dacar e segue depois para o Gabão. JOMAV enterra-se a cada dia que passa...AAS

Conselho de Ministros ilegal e À PRESSÂO: Braima Camara pressionou, pressionou e barafustou até que o ilegal primeiro-ministro exonerou vários directores gerais e financeiros. Tal como o DC adiantou, o DG da PETROGUIN, Carlos Paquete, foi exonerado e para o seu lugar entrou o Honório Buscardini (filho da falecida Isabel, ex-15). Esta foi uma nomeação Braima Camara... Umaro Sissoco Embalo, nomeou ainda um seu primo - Saliu Embalo, como director administrativo e financeiro...onde é que já se ouviu falar de nepotismo??? Pouca vergonha tem limites. AAS

NOTA: O DG da PETROGUIN está em Londres em negociações...e foi hoje exonerado em Bissau. Que falta de respeito...AAS

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

PAIGC: LISTA DOS SUSPENSOS

MALAM DJASSI
BOTCHE CANDÉ - 8 anos
TOMÁS GOMES BARBOSA - 8 anos
RUI NENÉ DJATA
MALAM BANJAI
IRACEMA DO ROSÁRIO
DOMENICO SANCA
SANDJI FATI
MARCELINO SIMÕES LOPES CABRAL (DJOY)
MARIA EVARISTA DE SOUSA - 8 anos
FIDELIS FORBES

Os restantes elementos suspensos, ficam na prateleira por 4 anos.

ALERTA LADRÃO: 'Nando' Vaz, 'ministro' do Turismo, acaba de comprar MAIS um carro: um mini vermelho com matrícula (n'pimpa) 5100 CG - pa kebral tudo, pa pui fuguuuuuu!!! LADRÕES! AAS

Está ainda com duas obras em simultâneo: uma na sua residência e outra na ex-embaixada da Líbia, na rua Moçambique. Fugu nel...