sábado, 21 de dezembro de 2019

PRESIDENCIAIS 2019: 'General' rendido ao DSP

Na reta final da campanha, o candidato concorrente do próximo presidente da república, Domingos Simões Pereira, declarou à imprensa que se fosse eleito recorreria ao DSP para ser o primeiro-ministro.

Para os militantes, simpatizantes e apoiantes do PAIGC que estão a fazer uma campanha visivelmente vencedora as declarações do concorrente não surpreendem. Na verdade, ratificam o que todos já sabem: o outro lado não possui nomes com capacidade para a superação dos problemas do nosso povo.

“O segundo candidato olhou ao seu redor e se viu num deserto de ideias e projectos. O primeiro nome que lhe veio à cabeça como socorro foi o do Domingos Simões Pereira”, afirmou uma fonte da Direcção do APU-PDGB que apoia o Candidato Número 1.

“Os eleitores estão atentos aos riscos que seria eleger um candidato despreparado e desprovido de ideias originais que possam dar algum alento ao nosso povo”, comentou a mesma fonte.

Sobre expectativas, em número de votos nas urnas, o membro da Direcção do APU-PDGB foi categórico ao afirmar que Domingos Simões Pereira será o vencedor. “Vi um inquérito popular encomendado pelos adversários e posso afirmar que a vitória do DSP será ainda mais expressiva no dia 29 de Dezembro”, concluiu a fonte.

Tchon Na Fria, Pa Terra Ranka!